1 evento ao vivo

Pela Linha do Equador! Seleção Sub-20 reinaugurará estádio "Zerão", no AP

14 fev 2014
22h47

O futebol voltará a atravessar a linha do Equador - literalmente. Com o meio de seu campo localizado justamente na separação imaginária entre os Hemisférios Norte e Sul, o "Zerão" (denominação do Estádio Milton Corrêa) será reinaugurado no sábado em Macapá, às 19h (de Brasília) - com um amistoso no qual a Seleção Brasileira Sub-20 enfrentará a Seleção do Amapá.

- O Zerão é mais do que um estádio. O fato de estar na linha do Equador o torna uma referência para o Amapá. Era fundamental que sua revitalização acontecesse, e agora queremos aproveitar a reabertura do estádio - afirmou o governador do estado, Camilo Capiberibe, ao LANCE!.

As comemorações pelo "retorno" do Zerão, que estava abandonado há mais de dez anos, iniciarão às 17h (de Brasília). A Seleção de Masters do Amapá fará um duelo com os Masters do Rio de Janeiro - que levarão a campo ex-atletas como Claudio Adão, Donizete e Jorginho. Após a partida envolvendo a Seleção Sub-20, há a previsão de um show do cantor Dudu Nobre no sambódromo - localizado ao lado do Estádio Milton Corrêa.

Com preço estipulado em R$ 12,644 milhões, a obra no estádio aumentou a capacidade de 10 mil para 13.680 lugares (3.680 com cadeiras, e os demais em arquibancada), e adequou o Zerão às leis previstas no Estatuto do Torcedor. Melhorias que, segundo Capiberibe, querem atrair não só os clubes amapaenses:

- Além de ser um segundo estádio para a capital (o outro é o Glicério Marques) no Estadual e nas participações de amapaenses na Copa Verde, Copa do Brasil e Série D, queremos chamar a atenção de clubes de outros estados. O Remo e o Paysandu têm muitos torcedores aqui, e eventualmente podem vir mandar suas partidas no nosso estádio. Até o fim do primeiro semestre, também queremos que o estádio tenha uma pista de atletismo, para funcionar durante todo o ano.

O presidente da Federação Amapaense de Futebol, Roberto Góes, revela seu otimismo em relação ao crescimento do futebol local:

- No Amapá, a torcida é muito fanática. Temos clubes profissionais como o Santos-AP e o São José-AP, que podem chamar público para o Zerão. É hora de abrir público para o Amapazão (denominação para o Campeonato Amapaense) - disse ao LANCE!.

Vendo as cores do Amapá na arquibancada do Zerão, Góes revela que quer fincar o estado no mapa do futebol mundial:

- O Amapá tem um estádio modelo, em um ano de Copa do Mundo. O Zerão quer ser um espaço para uma seleção treinar.

Afinal, o desejo de que o futebol volte ao Estádio Milton Corrêa não é mais imaginário.

Fonte: Lancepress! Lancepress!

compartilhe

publicidade