0

PM ocupa Museu do Índio no Maracanã; manifestantes resistem

22 mar 2013
12h25
atualizado às 14h01

O Batalhão de Choque da Polícia Militar do Rio de Janeiro entrou nesta sexta-feira na sede do antigo Museu do Índio, onde viviam 2006 membros de diversas etnias, para atender a uma ordem judicial de desocupação do prédio, que fica ao lado do estádio do Maracanã.

Os agentes, que tinham cercado o museu desde a madrugada, entraram ao local pouco antes do meio-dia após o fracasso das negociações para que os índios o deixassem pacificamente.

Apesar de a polícia ter controlado rapidamente os cerca de 40 índios que se negavam a sair do antigo museu, houve resistência de dezenas de manifestantes que, do lado de fora, apoiavam os ocupantes, e os agentes usaram gás lacrimogêneo para restaurar a ordem.

EFE   
publicidade