0

Ponte sofre virada do Orlando City em amistoso nos EUA

2 mai 2015
22h42
atualizado em 4/5/2015 às 12h21
  • separator
  • comentários

A Ponte Preta fez partida equilibrada com o Orlando City, mas acabou derrotada por 3 a 2 no amistoso internacional realizado no estádio Citrus Bowl, em Orlando, na Flórida, Estados Unidos.

Os brasileiros saíram na frente no primeiro tempo com gol de Tiago Alves, mas sofreram o empate em cabeçada de Bryan Róchez. Os norte-americanos marcaram com Sean St. Ledger na sequência, e o time de Campinas igualou o marcador com gol de falta de Renato Cajá. Aos 45min da etapa complementar, no entanto, Pablo fez pênalti em Larin, que se encarregou da cobrança e garantiu o triunfo mandante.

Higuita e Cajá disputam bola: virada do time de Orlando
Higuita e Cajá disputam bola: virada do time de Orlando
Foto: John Raoux / AP

A partida foi marcada também pela estreia de Borges, que entrou no lugar de Paulinho na segunda etapa. O atacante, no entanto, pouco pôde fazer para evitar o revés. Pelo lado do Orlando City, o principal destaque era o meia brasileiro Kaká, que foi substituído na metade da primeira etapa.

O duelo, sem limite de substituições, serviu para ambos os treinadores testarem opções em seus times para os respectivos campeonatos nacionais. Enquanto o Orlando City é 6º colocado na Major League Soccer (MLS), a Ponte Preta estreia no Campeonato Brasileiro no próximo domingo (10), contra o Grêmio, em Porto Alegre-RS.

Orlando City faz festa: vitória de virada em amistoso
Orlando City faz festa: vitória de virada em amistoso
Foto: John Raoux / AP

Os donos da casa começaram buscando o campo de ataque e trocando mais passes, mas foi a Ponte Preta que abriu o placar em Orlando. Aos 10 minutos, em cobrança de falta pelo lado direito, Renato Cajá cruzou na área e viu Rildo desviar a bola antes de ela chegar à cabeça de Tiago Alves, que levou a melhor na disputa com os zagueiros e conseguiu testar firme para o fundo da rede.

O Orlando City procurou responder na sequência, mas esbarrava na forte marcação da Macaca, que aguardava os estadunidenses em seu campo de defesa. A equipe mandante não era eficiente no ataque, no entanto, e viu a partida ficar ainda mais complicada na sequência. Aos 24 minutos, Kaká, grande destaque do duelo, foi substituído por Brek Shea.

Os donos da casa receberam uma injeção de ânimo aos 30 minutos. Rildo recebeu passe de Biro Biro, invadiu a área e foi derrubado pelo goleiro Earl Edwards Jr: pênalti para a Ponte. O próprio Rildo partiu para a cobrança, mas bateu fraco e viu o arqueiro mandante fazer a defesa. Os donos da casa passaram a jogar melhor e foram recompensados aos 45 minutos. Após cruzamento de escanteio da esquerda, Bryan Róchez se antecipou à marcação e subiu para cabecear bem e superar o goleiro Marcelo Lomba.

Ponte Preta saiu na frente, mas não conseguiu manter o ritmo
Ponte Preta saiu na frente, mas não conseguiu manter o ritmo
Foto: John Raoux / AP

Na volta do intervalo, a partida manteve o mesmo ritmo forte do fim da etapa inicial. E o Orlando City não tardou a conseguir a virada no placar. Aos oito minutos, após saída de bola ruim de Marcelo Lomba, Sean St. Ledger mostrou oportunismo e marcou de cabeça. Os pontepretanos ficaram reclamando de falta no goleiro, mas o árbitro nada marcou.

Cinco minutos depois, no entanto, a Macaca contou com a categoria de seu camisa 10 para empatar. Renato Cajá bateu falta frontal com categoria e superou o goleiro Edwards, que nem se mexeu assistiu à bola balançando suas redes.

Quando as duas equipes tinham alguns reservas em campo, faziam partida equilibrada e parecia que o amistoso acabaria empatado, o zagueiro Pablo derrubou Larin dentro da área após contra-ataque mandante e cedeu pênalti ao Orlando City. O próprio Larin bateu e deslocou Marcelo Lomba para selar a vitória estadunidense.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade