0

Portugueses são personagens e CR7 elimina o United. Real nas quartas

5 mar 2013
18h37
atualizado às 18h46
  • separator

Com um segundo tempo cheio de ingredientes, o Real Madrid conseguiu vencer o Manchester United por 2 a 1 dentro do Old Trafford, e levou a vaga para as quartas de final da Liga dos Campeões. Acabou que dois portugueses foram os personagens principais do jogo. De um lado, Nani fez a jogada do gol dos ingleses, e logo depois foi expulso, o que seria decisivo para permitir que Cristiano Ronaldo, em seu primeiro jogo no seu antigo lar, fizesse o gol da vitória. Modric fez um golaço e também foi essencial para a virada.

O jogo marcou ainda a milésima aparição de Giggs em uma partida oficial. No fim de semana ele não foi utilizado, e desta vez, a festa acabou sendo sem comemorações. O adversário do Real Madrid vai ser conhecido apenas no dia 15 de março, quando há o sorteio para as quartas.

Criança faz saudação ao antigo ídolo do United (Foto: Pierre-Philippe Marcou/AFP)O JOGO

Alex Ferguson surpreendeu logo no início. Deixou sua principal estrela, Rooney, no banco. Acabou perdendo sua enorme versatilidade, que cresceu ainda mais nesta temporada. E dentro de campo, o United tinha a mesma estratégia: ficar atrás, sabendo que o Real gosta de contra-ataque, deixar a bola com o Real, e tentar forçar algum erro de Xabi Alonso, o homem a ser marcado. Sempre tinha alguém de olho no volante, principalmente Giggs e Welbeck faziam essa função.

Mas Mourinho já estava ligado que Ferguson faria essa estratégia, e mandou seus jogadores terem calma, e também não pressionava, para não oferecer a oportunidade do bote certeiro e mortal. Isso obrigou o United a se soltar. As jogadas saíram, principalmente na habilidade acima da média de Giggs, da função de pivô de Van Persie, e da velocidade dos pontas Welbeck e Nani. O time chegou a botar uma na trave com Vidic.

Era tudo o que o Real queria. Aos poucos, os contra-ataques entraram, e as estratégias se encaixaram, o jogo ficou "lá e cá", com boas chegadas de ambos os lados. O Real chegou a ter um gol de Higuaín anulado. No fim, os merengues ainda perderam o argentino Di María, e Mourinho botou Kaká, convocado para a Seleção Brasileira nesta terça-feira.

Gol de Nani veio logo no início do segundo tempo (Foto: Andrew Yates/AFP)SEGUNDO TEMPO

No primeiro terço do segundo tempo, o português Nani, uma outra surpresa na escalação do United, virou um personagem. Logo aos três minutos, depois de jogada em que na origem Van Persie estava em posição duvidosa, o atacante driblou Varane e tocou para o meio. Ainda tocou em Welbeck e desviou em Sergio Ramos para entrar e fazer gol contra.

Pouco depois, Nani deu uma voadora em Arbeloa e viu o cartão vermelho direto. Isso seria ainda mais decisivo que o seu gol. Pois Mourinho tirou a "vítima" do golpe do português e colocou Modric, que deu muito ritmo ao meio-campo, foi bem mais presente do que Kaká, sumido em campo, e ainda arriscou um belo chute de fora da área.

O golaço do croata animou o time. Tanto que a virada veio dois minutos depois com um toque de mágica de Özil na jogada. O lance começou com Modric, que passou na área para Higuaín. O argentino achou o alemão, que devolveu de calcanhar, o atacante chutou para o meio da pequena área, e Cristiano Ronaldo aproveitou um momento de sono de Rafael para fazer o gol e não comemorar.

Só assim para Ferguson colocar Rooney. Mas com um a menos, seria difícil, já que nesta altura, o United precisaria virar. O Manchester foi para cima, já que o Real colocou Pepe, e ao invés de controlar o jogo, chamou o adversário para o seu campo. Os ingleses tiveram chances com o Shrek e Van Persie, mas se De Gea foi o herói no Bernabéu, desta vez, Diego López garantiu seu time com várias defesas incríveis.

Cristiano agradece o carinho da torcida (Foto: Andrew Yates/AFP)FICHA TÉCNICA

MANCHESTER UNITED 1x2 REAL MADRID

Competição: Liga dos Campeões da Europa

Local: Old Trafford, em Manchester (ING)

Data-hora: 05/03/2013, às 16h45 (de Brasília)

Árbitro: Cuneyt Çakir (TUR)

Auxiliares: Bahattin Duran (TUR) e Tarik Ongun (TUR)

Gols: Sergio Ramos (contra, 3'/2ºT), Modric (20'/2ºT), Cristiano Ronaldo (22'/2ºT)

Cartões amarelos: Evra, Carrick (MAN), Arbeloa, Kaká, Pepe (REA)

Cartões vermelhos: Nani (MAN)

MANCHESTER UNITED: De Gea, Rafael (Valencia, 42'/2ºT), Ferdinand, Vidic e Evra; Carrick, Giggs e Cleverley (Rooney, 27'/2ºT); Nani, Welbeck (Young, 35'/2ºT) e Van Persie. Técnico: Sir Alex Ferguson

REAL MADRID: Diego López, Arbeloa (Modric, 13'/2ºT), Varane, Sergio Ramos e Fábio Coentrão; Khedira, Xabi Alonso e Özil (Pepe, 25'/2ºT); Di María (Kaká, 44'/1ºT), Cristiano Ronaldo e Higuaín. Técnico: José Mourinho

Fonte: Lancepress! Lancepress!
publicidade