inclusão de arquivo javascript

Desmentido, presidente do Bahia beneficia Calcio com racha; entenda | Prata da Casa
Desmentido, presidente do Bahia beneficia Calcio com racha; entenda | Prata da Casa

Prata da Casa

Desmentido, presidente do Bahia beneficia Calcio com racha; entenda

0 Comentário

POR DASSLER MARQUES

Marcelo Guimarães Filho, presidente do Bahia, abriu ferida ainda maior depois de conceder explicações ao Terra sobre as vendas das principais revelações do clube nos últimos dois anos. Para minimizar a relação – que é quase umbilical – com o grupo Calcio, MGF, como é chamado o dirigente, declarou que “a Antoniu’s (também investidor) ganhou mais dinheiro que eles (Calcio)”. A declaração de MGF deixou revoltados os proprietários da Antoniu’s. Há tempos, eles travam batalha silenciosa para tentar reverter o domínio evidente da rival Calcio. Exercido, diga-se de passagem, com a conivência de funcionários do clube. 

Por isso, às 12h35 de sexta-feira, a Antoniu’s enviou ao Terra nota oficial em resposta às declarações de Marcelo Guimarães Filho. No comunicado, o grupo de empresários questiona a afirmação do presidente e alega que não recebeu recursos das quatro principais transferências da atual gestão. São eles: Maranhão (ao Cruz Azul, do México), Filipe (ao empresário português Jorge Mendes e repassado ao Rio Ave), Paulinho (a empresários espanhóis) e enfim Gabriel (ao Flamengo).

A Antoniu’s ainda reclama ter sido “estranhamente excluída do processo de renovação” do contrato de Gabriel por parte da direção do Bahia para que o empresário Carlos Leite, parceiro em negociações passadas (Titi, Souza e Pedro Beda, entre muitos outros), assumisse a procuração do meia. Na assinatura do novo vínculo, em 2012, Leite passou a ter 30% dos direitos econômicos, fato também questionado pela Antoniu’s. A empresa ainda nega ter lucrado com a recente venda de Paulinho (jogador dos juniores) para a Espanha, embora tivesse (ou ainda tenha) metade de seus direitos. 

Já no início da noite de sexta, o Bahia contra-atacou com nota de esclarecimento a respeito das declarações da Antoniu’s – que segundo o próprio comunicado, detém direitos ou procuração de mais de 30 atletas do clube. A resposta de Marcelo Guimarães Filho praticamente omite o nome da Calcio, citada apenas como uma das beneficiadas da negociação de Filipe. Mas acirra a turbulenta relação com a Antoniu’s. Repete-se: há meses, o grupo trabalha para reverter a “concorrência desleal”.  

A repercussão negativa da venda de Gabriel, até aqui, só faz bem à própria Calcio. O domínio do grupo continua a se alastrar nos últimos meses, em que pese a pressão da mídia local, e já trouxe benefícios em contratos de uma série de promessas dos juniores e juvenis. A Calcio, por sinal, foi fundada em 15 de abril de 2011 com capital social declarado de R$ 10 mil, e em apenas duas transferências arrecadou quase 100 vezes mais. Seu proprietário é um delegado, André Garcia. 

Na próxima semana, o Terra trará ainda mais detalhes sobre o domínio exercido pela Calcio no Bahia. 

Leia mais:

- Nota oficial publicada pelo Bahia

- No Terra: Facilidades em vendas de revelações pressionam presidente do Bahia

- No Terra: Presidente do Bahia nega facilidades em vendas e admite 27 parceiros

- Abaixo, a nota oficial da Antoniu’s

Nota oficial enviada pela Antoniu's

Dassler Marques Dassler Marques

Dassler Marques

Dassler Marques está no Terra desde 2009. Já passou por Trivela, Máquina do Esporte e Folha de S. Paulo, além de contribuir com Bandsports e Placar. Aqui fala mais sobre o mundo do futebol de base.



compartilhe e assine o blog




Sorry, your browser does not handle frames!<a href="http://www.terra.com.br/"> terra </a>

 
 
Leia também X Cruzeiro conquista torneio Sub-12 com 430 equipes em SP