1 evento ao vivo

Preso, Napout renuncia “por e-mail” e Conmebol marca eleições para janeiro

12 dez 2015
11h40
  • separator
  • 0
  • comentários

O comando do futebol sul-americano já tem data definida para trocar de mãos. Preso por suspeita de corrupção, o presidente da Conmebol Juan Ángel Napout renunciou ao cargo. O Comitê Executivo da entidade não perdeu tempo e, em reunião, definiu novas eleições para o dia 26 de janeiro de 2016.

Enquanto isso, o mandatário interino será o uruguaio Wilmar Valdez. O presidente e os vice-presidentes eleitos no próximo pleito ficarão no cargo até a finalização do mandato atual, em 2019.

Preso em Zurique, no dia 2 de dezembro, Napout já aceitou ser extraditado para responder ao processo nos Estados Unidos, país cujo Departamento de Justiça conduz as investigações. Para se concentrar em sua defesa, o paraguaio renunciou ao comando da Conmebol por correio eletrônico, segundo o jornal chileno La Tercera.

Já o interino Wilmar Valdez é ex-presidente da Associação Uruguaia de Futebol e teve seu caminho até o comando da entidade continental pavimentado pela queda de dirigentes envolvidos no escândalo de corrupção. As saídas dos vice-presidentes Rafael Esquivel, preso em maio, e Sergio Jadue, indiciado pelas autoridades estadunidenses no início de dezembro, abriram-lhe espaço.

A nova administração da Conmebol, apoiada pelo Comitê Executivo, também promete uma “profunda reforma” em suas estruturas e inclusive no estatuto que a rege, além de colaborar integralmente com as investigações de ilegalidades na gestão do futebol do continente, em andamento nos EUA e em alguns países sul-americanos.

A próxima reunião da cúpula da entidade está marcada para o dia 21 de dezembro, na cidade paraguaia de Luque.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade