1 evento ao vivo

"Em memória das vítimas", Togo recua e vai à Copa Africana

10 jan 2010
00h00
atualizado às 15h35

Os jogadores da seleção de Togo voltaram atrás na decisão de não disputar a Copa Africana de Nações. Segundo anunciou Thomas Dossevi, atacante do Nantes, neste sábado, a equipe togolesa disputará a competição em respeito à memória das vítimas do atentado ao ônibus da delegação do país, ocorrido na última sexta-feira.

» Veja imagens do atentado
» Veja o mapa da região
do atentado em Angola

» Togo diz que falta de garantias motivou saída da Copa Africana
» Adversário de Togo, Gana lamenta atentado, mas disputa torneio
» Togo abandona Copa Africana; mortes podem chegar a 4
» Togo é pressionado a continuar na Copa Africana
» Governo do Togo chama seleção de volta após atentado
» Veja a tabela da Copa Africana
» Opine: quais serão os clubes mais prejudicados com a Copa Africana?

"Em memória das vítimas, nós vamos participar do campeonato. Queremos mostrar nossos valores, o amor ao nosso país e que somos homens", disse Dossevi ao jornal espanhol Marca.

Anteriormente, a seleção de Togo havia desistido de participar da Copa Africana após o ônibus da delegação ter sido metralhado na sexta-feira, deixando três mortos.

O governo de Togo, inclusive, havia pedido que a delegação voltasse ao país de origem.

Apesar de admitirem disputar a Copa Africana, os jogadores do Togo estão revoltados com a organização do evento, que teria pressionado a seleção do país para seguir na competição mesmo após o atentado.

"Não somos covardes. Estamos decepcionados com a organização do evento. Primeiro, eles olham para os seus interesses", afirmou Dossevi.

A estreia de Togo na Copa Africana está marcada para este domingo, contra Gana, pelo Grupo B. Contudo, podem ocorrer mudanças na data da partida.


Jogadores de Togo decidiram disputar a competição
Jogadores de Togo decidiram disputar a competição
Foto: Reuters
Fonte: Redação Terra
publicidade