0

Real recebe United na 'Champions' para tentar salvar sua temporada

12 fev 2013
17h07
atualizado às 17h10

O Real Madrid, que praticamente não tem mais chances de defender seu título nacional, tentará salvar sua temporada nesta quarta-feira ao receber o poderoso Manchester United no choque mais aguardado das oitavas de final da Liga dos Campeões.

Os dois times vivem momentos opostos. Enquanto os 'Red Devils' abriram no último domingo 12 pontos de vantagem sobre o arquirrival Manchester City na Premier League, o time 'Merengue' está 16 pontos atrás do líder Barcelona no Campeonato Espanhol.

Por isso, o clube da capital espanhola aposta todas as suas fichas na competição continental, mesmo tendo a possibilidade de se classificar para a final da Copa do Rei (empatou em 1 a 1 em casa com o Barça no jogo de ida das semifinais).

Mesmo assim, o técnico português José Mourinho afirmou nesta terça-feira que "não vencer a Liga dos Campeões não seria um fracasso. Grandes clubes e grandes jogadores nunca levantaram este troféu. O Real quer conquistar seu o décimo título e eu o terceiro. Não sei se vai ser neste ano mas vou lutar até alcançar este objetivo. Confio no meu trabalho".

Este grande clássico do futebol europeu também marcará o reencontro do astro português Cristiano Ronaldo com seu ex-clube, com o qual venceu a competição em 2008, ano em que foi eleito melhor jogador do mundo.

"Cheguei em Manchester com 18 anos e (o técnico) Alex Ferguson me fez crescer muito no futebol. Foi como um pai para mim. Será uma partida repleta de emoções", disse CR7 em entrevista ao jornal britânico The Sun.

No último sábado, o português se redimiu do gol contra que marcou na derrota por 1 a 0 do Real para o modesto Granada há dias semanas ao balançar as redes três vezes na goleada de 4 a 1 sobre o Sevilla.

Para triunfar contra o ex-clube, o português pode se espelhar em outro Ronaldo, o 'Fenômeno', que teve atuações de gala quando o Real 'Galáctico' eliminou o United há pouco mais de dez anos, nas quartas de final da edição de 2003.

Na ocasião, o brasileiro fez três gols em pleno Old Trafford, na partida antológica que o Real perdeu por 4 a 3, mas garantiu a classificação por ter vencido por 3 a 1 na ida no estádio Santiago Bernabeu de Madri.

A Real também levou a melhor quando as duas equipes se enfrentaram nas quartas da edição de 2000. Na época Ronaldo ainda estava na Inter de Milão, mas Roberto Carlo e Sávio eram titulares do time espanhol.

A única vez que os 'Red Devils' eliminaram o Real numa fase de mata-mata foi em 1968, quando venceram nas semifinais e acabaram conquistando o título europeu, com um time repleto de craques como George Best ou Bobby Charlton.

Neste ano, Alex Ferguson continua apostando no talento do atacante Wayne Rooney, que já dividia os holofotes com CR7 em 2008, mas também conta desde o início da temporada com o holandês Robin Van Persie, artilheiro isolado do Campeonato Inglês com 19 gols marcados.

No domingo, Van Persie fez um gol e deu um passe para o outro, marcado pelo veterano galês Ryan Giggs, na vitória por 2 a 0 sobre o Everton.

Ferguson chegou a se queixar do calendário da Premier League, já que o Real terá um dia a mais de descanso por ter jogado no sábado.

Ambas as equipes poderão contar com a força máxima. O volante Xabi Alonso, que era dúvida para a partida, está recuperado de uma lesão muscular e será titular no meio de campo do Real. O alemão Mesut Ozil, poupado do jogo de sábado, deve voltar a ser titular no lugar do brasileiro Kaká.

Só não se sabe se Mourinho voltará a escalar juntos os atacante Gonzalo Higuaín e Karim Benzema.

Já o United está melhor do que nunca desde que Rooney voltou em grande forma após ter o início de temporada estragado por repetidas lesões.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
publicidade