8 eventos ao vivo

Ribéry brilha em Wembley e finalmente conquista Liga dos Campeões

25 mai 2013
18h43
atualizado às 18h59

Na terceira vez que chegou à final, Franck Ribéry enfim conquistou a Liga dos Campeões com o Bayern de Munique, derrotando o Borussia Dortmund por 2-1, neste sábado em Wembley, com atuação de gala participando dos dois gols da equipe bávara.

A dois minutos do fim do tempo regulamentar, um passe de calcanhar do francês acabou deixando Robben na cara do gol para marcar o gol da vitória do Bayern.

Os dois meias já haviam trabalhado bem na abertura do placar, quando Ribéry, marcado por três jogadores do Borussia, achou Robben na entrada da área, que cruzou para Mandzukic, sozinho debaixo do gol, só empurrar a bola para o fundo das redes aos 15 minutos da etapa final.

O título representa a volta por cima do francês de 30 anos, após duas experiências ruins em finais da maior competição de clubes do mundo, quando não pôde participar na derrota de 2010 para a Inter de Milão por causa de uma suspensão, e acabou perdendo para o Chelsea no ano passado, na prorrogação.

O título continental coroa assim uma grande temporada na qual Ribéry justificou o apelido de 'Kaiser Franck', dado a ele pouco após a chegada ao clube alemão em 2007.

Autor de 10 gols e 14 assistências na Bundesliga, Ribéry foi um dos motores da máquina bávara nesta temporada vencedora, que ainda pode se tornar histórica caso o clube conquiste também a Copa da Alemanha no próximo fim de semana e confirme a tríplice coroa inédita.

O francês já mostrava que chegaria a Wembley no auge da forma, após grande atuação na última rodada do Campeonato Alemão contra o Meonchengladbach, quando marcou dois gols e deu outras duas assistências.

Contudo, a noite de alegria bávara poderia ter acabado mal quando Ribéry, aos 26 minutos do primeiro tempo, pareceu revidar com um golpe de cotovelo uma entrada forte de Lewandowski, que poderia ter acabado na expulsão do meia. O juiz, porém, nada viu e nada sinalizou.

Brilhante nos momentos decisivos, Ribéry também foi peça fundamental na proteção do setor defensivo nos momentos de domínio e pressão do Borussia Dortmund, sendo incansável na marcação e chegando até a tirar bolas perigosas da sua própria área, fato que já pôde ser visto nas semifinais contra o Barcelona.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
publicidade