1 evento ao vivo

São Paulo conquista Copa Sul-Americana em jogo tumultuado

13 dez 2012
01h16
atualizado às 01h18

O São Paulo conquistou na noite desta quarta-feira a Copa Sul-Americana 2012 ao derrotar o argentino Tigres por 2 a 0 no primeiro tempo de uma tumultuada partida interrompida na etapa final pela ausência dos jogadores visitantes no gramado do estádio do Morumbi.

O árbitro chileno Enrique Osses deu o encontro por encerrado após ser informado da negativa dos argentinos de regressar ao gramado, depois de confusão nos vestiários do Morumbi.

Lucas abriu o placar para o São Paulo, aos 23 minutos, e Osvaldo anotou o segundo, aos 28.

O jogo de ida, na Argentina, havia terminado em empate por 0 a 0.

O volante argentino Martín Galmarín denunciou que durante o intervalo os jogadores do Tigre foram agredidos e ameaçados com armas de fogo por policiais militares e seguranças do São Paulo.

O técnico do Tigre, Néstor Gorosito, disse ao canal Fox Sports que viu policiais e seguranças do São Paulo agredindo vários jogadores quando estavam no vestiário.

"Um dos caras sacou um revólver, a polícia entrou e bateu. Foi uma loucura, nos ameaçaram, é uma pena", lamentou Gorosito ao anunciar que o Tigre não voltaria ao gramado por falta de garantias.

A assessoria de comunicação do Tigre informou que seus jogadores foram recebidos aos socos e pontapés pelos seguranças do São Paulo ao chegar ao vestiário. A agressão teria incluído efetivos da Polícia Militar armados, o que levou à decisão de não voltar para o segundo tempo.

Um oficial da Polícia Militar confirmou o incidente no corredor que leva aos vestiários do estádio do Morumbi, destacando que os policiais agiram para evitar que os jogadores do Tigre invadissem o vestiário do São Paulo.

A confusão começou em campo, no final do primeiro tempo, quando Lucas, que levou uma cotovelada do argentino Orban, provocou o adversário mostrando um algodão ensanguentando. A partir daí, a confusão foi generalizada e terminou com a expulsão de Paulo Miranda, do São Paulo, e Díaz, do Tigre

O árbitro chileno Henrique Osses encerrou o jogo após esperar por quase 30 minutos o retorno dos argentinos, dando início à festa no estádio do Morumbi.

Enquanto a bola rolou, o Tigre abusou da violência para tentar deter um São Paulo que pressionou desde o início e abriu o placar aos 23 minutos, com Lucas pegando uma rebatida na área para concluir com categoria.

Cinco minutos depois, Lucas avançou em velocidade em cruzou para Osvaldo na direita da área, de onde o atacante encobriu o goleiro Albil, para fazer 2 a 0.

No prejuízo, os argentinos perderam a cabeça: Lucas foi agredido ao tentar um drible e depois levou uma bolada de Díaz com o jogo parado, estopim para a confusão que acabou com a partida.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
publicidade