0

São Paulo segura 0 a 0 com a Católica e vai à decisão da Sul-Americana

28 nov 2012
23h49
atualizado às 23h59

O São Paulo contou com a força de um Morumbi lotado na noite desta quarta-feira para segurar o 0 a 0 contra a Universidad Católica e garantir passagem à decisão da Copa Sul-Americana.

Como empatou por 1 a 1 no Chile na semana passada, o tricolor paulista beneficiou-se do gol marcado fora de casa para avançar. O adversário da final será definido nesta quinta-feira, quando Millonarios e Tigre se enfrentarão em Bogotá. Na ida, disputada na Argentina, as duas equipes ficaram no 0 a 0.

Três vezes campeão da Copa Libertadores, o São Paulo tenta o seu primeiro título da Sul-Americana, que foi conquistada apenas uma vez por um time brasileiro, mérito do Internacional em 2008.

Empurrado por quase 60 mil torcedores, o São Paulo começou o jogo tentando pressionar a Católica. Com apenas 1 minuto, Luís Fabiano ficou com a bola no meio da área e bateu forte para a primeira defesa de Toselli. Esse lance foi uma prévia do que se seguiria: o tricolor em cima e o time chileno na defesa.

O São Paulo chegou com perigo novamente aos 17 e aos 20. Na primeira das duas chances, Osvaldo desceu pela esquerda, passou por um marcador e chutou para assustar Toselli. Na sequência, Jadson recebeu de Lucas já na área e tocou na saída do goleiro, mas a bola foi para fora.

A esta altura do jogo, o tricolor demonstrava estar à vontade no campo, enquanto a Católica tentava se fechar e encaixar um contra-ataque, o que não acontecia. Sendo assim, Toselli teve que trabalhar para salvar sua equipe novamente aos 25 e aos 28, em chutes perigosos de Jadson e Rogério Ceni, este último em ótima cobrança de falta.

Aos poucos, o São Paulo reduziu o ritmo, mas ainda assim criou aos 41 minutos a sua melhor chance no primeiro tempo. Após receber de Jadson, Osvaldo se desvencilhou do zagueiro e bateu cruzado para linda defesa de Toselli. Na sequência do lance, a bola sobrou para Luís Fabiano em duas oportunidades, mas o camisa 9 tricolor não conseguiu colocar para dentro.

Mesmo precisando de gols, a Católica voltou do intervalo com a mesma postura defensiva. O São Paulo, por sua vez, seguia em cima, chegando principalmente através das arrancadas de Osvaldo e Lucas. Em uma das boas jogadas de Osvaldo, o melhor em campo nesta noite, a bola ficou com Jadson na área, mas o chute saiu torto.

Aos poucos, o São Paulo parou de ir com tanta força ao ataque, uma vez que o 0 a 0 o levava para final. Com isso, a Católica passou a sair um pouco mais para o jogo, dando espaço para os contra-ataques puxados por Osvaldo e Lucas.

Aos 34 minutos, o camisa 7 tricolor deixou Luís Fabiano na cara do gol, mas o centroavante perdeu. Na volta, a bola sobrou para Lucas, que também parou em Toselli.

A partir daí, o São Paulo só ia para o ataque em lances esporádicos, ainda que não fosse ameaçado, dada a falta de talento dos jogadores da Católica. Sem passar por nenhum susto até o fim do jogo, os torcedores que lotaram o Morumbi puderam comemorar a passagem para a final.

Ficha Técnica:.

São Paulo: Rogério Ceni; Paulo Miranda, Rafael Tolói, Rhodolfo e Cortez; Wellington, Denílson e Jádson (Paulo Henrique Ganso); Lucas, Osvaldo e Luís Fabiano. Técnico: Ney Franco.

Universidad Católica: Cristopher Toselli; Cristián Álvarez, Hans Martínez, Enzo Andía e Alfonso Parot; Michael Ríos (Mier), Tomás Costa, Francisco Silva (Ovelar) e Fernando Cordero; Nicolás Castillo e Sixto Peralta (Fernando Meneses). Técnico: Martín Lasarte.

Árbitro: Juan Soto (Venezuela), auxiliado por seus compatriotas Jorge Urrego e Carlos Lopez.

Cartões amarelos: Rogério Ceni, Welligton, Denílson (São Paulo); Tomás Costa, Peralta, Enzo Andía, Francisco Silva, Álvarez (Universidad Católica).

EFE   

compartilhe

publicidade