0

Sob olhares de Pelé e Neymar, André acaba com seca de vitórias do Peixe

24 fev 2013
20h25
atualizado às 20h27

O atacante André passou de vilão a herói em 90 minutos de jogo. Nos primeiros 45, perdeu chances incríveis. E, "quem te viu, quem te vê". No restante, foi à rede e marcou dois gols do Peixe na vitória por 2 a 1 diante do XV de Piracicaba, neste domingo, na Vila Belmiro, pela nona rodada do Paulistão Chevrolet. O clube do interior fez com Cesinha. Além da exibição, André ainda foi o reflexo da equipe.

Na próxima rodada, o Santos sobe a serra para encarar o Corinthians, neste domingo, às 16h. Por conta das moedas atiradas no meia Ganso, no clássico diante do São Paulo, o Peixe, mandante do jogo, terá de mandar a partida no estádio do Morumbi. Já o XV de Piracicaba pega o Mirassol, em casa, às 19h30, na sexta-feira.

O JOGO

Do lado de fora, o passado e o presente compareceram na Vila Belmiro. O Rei Pelé assistiu atenciosamente o jogo no estádio. No palco do jogo, o suspenso Neymar também estava lá. Com o pai, o camisa 11 santista ficou em um dos camarotes para empurrar o time. Ídolo do passado, Pelé pôs panos quentes nas críticas que fez ao ídolo do presente, Neymar.

Em campo, a responsabilidade da camisa 11 ficou "em casa". Na base para o profissional, Giva fez a sua estreia e utilizou a camisa de número da Joia santista. E, teve atuação razoável na etapa inicial, aparecendo bem pelos flancos. Contudo, o Santos esteve apático e aceitou as investidas do XV, que, com a camisa listrada, até parecia ser o dono da Vila.

O atacante André, que perdeu peso durante a semana e acabou com a seca de gols, também perdeu gols. Nos primeiros 45 minutos, duas chances claras foram desperdiçadas pelo camisa 9 do Peixe que, a cada chance se lamentava. O XV, intruso, quase marcou com Márcio Diogo, em bela jogada individual, mas acertou a trave. Jogando na última linha da defesa santista, a maioria das vezes os atacantes ficaram em posição ilegal. Ao final, o zero permaneceu no marcador.

Alertas, os jogadores santistas foram para o intervalo reconhecendo a apatia e a necessidade de voltar melhor para a etapa final...

QUEM TE VIU, QUE TE VÊ!

Contudo, aos seis minutos o discurso foi por água abaixo. Diguinho fez belo cruzamento pela direita para Cesinha que, de costas, cabeceou para o gol. Caprichosamente, a bola bateu na trave e no ombro do goleiro Rafael - este, que jogou com a camisa azul do Santos - e morreu no fundo do gol.

O Santos, sem vencer há três jogos, então, tinha a pressão de reverter o resultado em campo. E reverteu! André, que perdeu gols incríveis no primeiro tempo, foi de "vilão a herói" do Santos. Após pênalti de Luiz Eduardo, que colocou a mão na bola dentro da área, o camisa 9 santista foi para a cobrança. À lá Neymar, correu para a bola, deu uma paradinha na corrida e mandou no canto esquerdo do goleiro Bruno Fuso para mandar para dentro do gol.

Com Patito em campo, o time ganhou mais mobilidade em campo. Montillo, novamente, não regeu a equipe. Coube ao outro gringo, pelo lado esquerdo, chegar ao ataque. Mas, foi André virou a página nas críticas e também o jogo, de cabeça, após escanteio da direita.

O XV, mais exposto, foi todo ao ataque. O Santos, então, passou a controlar melhor o jogo e até poderia ter aumentado o placar, mas, ficou no 2 a 1 e acabou com o jejum de vitórias do Peixe.

FICHA TÉCNICA

SANTOS 2 X 1 XV DE PIRACICABA

LOCAL: Vila Belmiro, em Santos (SP)

DATA/HORA: Domingo, 24 de fevereiro - 18h30

ÁRBITRO: Aurélio Santanna Martins

AUXILIARES: Marco Antonio Gonzaga da Silva e David Botelho Barbosa

Renda/Público: R$ 139.590 / 5.103 pagantes

Cartões Amarelos: Vinícius Bovi, Luiz Eduardo (XVP); Renê Júnior, Arouca (SAN)

GOLS: Cesinha, aos 6'/2ºT (0-1); André, aos 25'/2ºT (1-1); André, aos 28'/2ºT (2-1)

SANTOS: Rafael; Bruno Peres, Edu Dracena, Durval e Léo; Renê Júnior, Arouca, Cícero (Patito - 19'/2ºT) e Montillo (Marcos Assunção - 42'/2ºT); Giva (Felipe Anderson - 33'/2ºT) e André. Técnico: Muricy Ramalho

XV de Piracicaba: Bruno Fuso; Vinícius Bovi, Cesinha, Luiz Eduardo e Gustavo (Adriano - 33'/2ºT); Adilson (Léo Mineiro - 39'/2ºT), Jairo, Diego Silva (Bruno Gaúcho - 33'/2ºT) e Diguinho; Márcio Diogo e Paulinho. Técnico: Sérgio Guedes

Fonte: Lancepress! Lancepress!
publicidade