1 evento ao vivo

Conheça 11 candidatos a craques do Sul-Americano Sub-20

4 jan 2011
15h38
atualizado às 17h44

Dassler Marques

Não são só as quatro vagas para o Mundial Sub-20 e duas para os Jogos Olímpicos de Londres que estarão em jogo. O Sul-Americano Sub-20, que se inicia no Peru em 16 de janeiro, também costuma ser o primeiro passo de muitos dos craques que o mundo passa a conhecer meses depois. Alexandre Pato e Ronaldinho, por exemplo, foram nomes brasileiros que marcaram a história por suas participações nesse torneio.

A edição 2011 promete seguir a história e apresentar em nível internacional jogadores que já fazem sucesso e prometem demais. O tempo acelerou a promoção dos jovens, o que fez com que a categoria Sub-20, que no passado apresentava anônimos, trouxesse agora gente já famosa da estirpe de Neymar e Lucas, por exemplo. Outro candidato a estrela, Phillipe Coutinho, foi cortado às vésperas do torneio por lesão.

Ainda assim, há quem promete aparecer, caso do zagueiro colorado Romário e de dois uruguaios, Barreto e Cabrera, que já estão em clubes fortes da Europa mas procuram espaço. Também há o peruano Arroe, que tem história parecida e o mesmo empresário de Lionel Messi: desde os 14 anos, atua na Itália. A Argentina deve ter um dueto de ataque forte com Funes Mori e Sergio Araujo, mas ficou sem sua maior esperança: Eric Lamela, do River Plate, não foi convocado por problemas externos. Caso semelhante vive a Colômbia, que perdeu James Rodríguez, pequeno astro do Porto, e irá depositar suas fichas no grandalhão Cardona.

Mesmo assim, não faltarão jovens talentos no Sul-Americano Sub-20. Abaixo, o Terra lista 11 deles. Confira:

Neymar - Brasil

Maior esperança da Seleção Brasileira, Neymar já é titular de Mano Menezes e teve até sua convocação para a Sub-20 colocada em dúvida por conta disso. Chamado por Ney Franco, chega com um currículo recente impressionante: em 2010, marcou 42 gols só no Santos, em que também foi campeão paulista e da Copa do Brasil. Autor de gol em sua estreia na Seleção principal, precisará reverter um histórico discreto a serviço das seleções de base e se firmar também como líder do projeto que mira os Jogos Olímpicos de 2012.

Romário - Brasil

Nome menos conhecido entre os prováveis titulares da Seleção Sub-20, o zagueiro Romário Leiria, do Internacional, viveu um grande ano de 2010. Depois de ficar estigmatizado pela queda da Seleção no Mundial Sub-17 de 2009, ele recuperou a boa forma ao longo do último ano e foi destaque no título colorado do Brasileiro Sub-23. Sua promoção aos profissionais é tido como certo no Beira-Rio.

Lucas - Brasil

Antes chamado de Marcelinho, por ter atuado na escolinha do ex-craque corintiano, Lucas foi aos poucos tendo a confiança da torcida do São Paulo e apontado como um dos grandes nomes da equipe tricolor no final do Campeonato Brasileiro, sob o comando de Paulo César Carpegiani. Mesmo com a campanha irregular do time paulista, o meia foi apontado pela Fifa como uma das promessas para o ano de 2011 e começa a despertar o interesse do futebol europeu.

Funes Mori - Argentina

Depois de uma temporada completa entre os profissionais do River Plate, Rogelio Funes Mori chega como referência da seleção argentina no Sul-Americano. Cobiçado pelo Benfica, ele chegou a marcar três gols em 24 minutos em confronto com o Racing. Com 1,85m e apenas 19 anos, o centroavante vem se salvando da crise que ronda o Monumental de Nuñez.

Sergio Araujo - Argentina

Araujo é velho conhecido de Phillipe Coutinho e de outros brasileiros, como o gremista Fernando, que estiveram no Sul-Americano Sub-17 de 2009. Na decisão, a Argentina caiu diante do Brasil, mas o atacante do Boca Juniors ratificou suas qualidades. Recentemente, em novembro, Araujo marcou pela primeira vez entre os profissionais de seu clube e promete causar impacto em 2011. Seu estilo é comparado ao Sergio Agüero.

Leandro Cabrera - Uruguai

Cabrera é candidato a suceder a legião de grandes zagueiros na história do futebol uruguaio. Remanescente ainda do Sul-Americano Sub-20 de 2009, Leandro impressionou a serviço também do Defensor Sporting e no último verão europeu foi contratado pelo Atlético de Madrid. Joga emprestado atualmente pelo Recreativo Huelva.

Gonzalo Barreto - Uruguai

Vice-artilheiro do último Sul-Americano Sub-17, o atacante Gonzalo Barreto é outra esperança do Uruguai para arrancar uma vaga na Olimpíada. É outro que também jogou em nível continental Sub-15 contra o Brasil de Coutinho em 2007 e vem progredindo desde então. Centroavante, Barreto foi recentemente comprado pela Lazio.

Federico Santander - Paraguai

Considerado o sucessor de Roque Santa Cruz no ataque da seleção paraguaia, Federico Santander já tem larga experiência no futebol. Aos 16 anos, atraiu a atenção de olheiros europeus em uma excursão do Guaraní, seu clube de origem. Após testes no Milan, retornou ao Paraguai e estreou, com gol, nos profissionais de sua equipe. Negociado com o Toulouse, da França, ele já é titular e marcou três gols em 11 jogos. Aos 18 anos, jogou Mundial Sub-20 e marcou gol.

Edwin Cardona - Colômbia

Meio-campista de muita força física, Edwin Cardona foi o principal nome do último Sul-Americano Sub-17, tendo marcado sete gols com a Colômbia, única equipe a bater o eventual campeão Brasil naquela competição. Na época, membros da Seleção Brasileira chegaram a duvidar que ele tivesse só 17 anos - hoje tem 18 e joga no Atlético Nacional de Medellín.

Marlon de Jesús - Equador

Aos gremistas, o nome do equatoriano Marlon de Jesús pode soar familiar. Ele passou pelo clube gaúcho durante dois meses em 2009 e tem também um período em que atuou no River Plate. A despeito de sua trajetória cigana, Marlon é um centroavante com certa reputação em seu país. No último ano, se juntou ao El Nacional e ascendeu ao elenco profissional.

Joazhino Arroe - Peru

Em 2007, Joazhino Arroe deixou ótima impressão no Sul-Americano Sub-15 disputado no Brasil. Àquela altura, mesmo com 14 anos, foi negociado com o Siena, da Itália, pelo mesmo empresário que levou Lionel Messi para a Espanha (Fabián Soldini). Aos 17 anos, estreou pelos profissionais do clube e, recentemente, foi vendido para a Inter de Milão, em que atua nas categorias de base.

Neymar é candidato a craque do Sul-Americano Sub-20
Neymar é candidato a craque do Sul-Americano Sub-20
Foto: AFP
Fonte: Terra
publicidade