publicidade
18 de janeiro de 2011 • 02h02 • atualizado às 11h31

Neymar chama o jogo, faz gol de placa e encanta peruanos

Confira o clipe com as melhores jogadas de NeymarClique no link para iniciar o vídeo
Confira o clipe com as melhores jogadas de Neymar
 
Fábio de Mello Castanho
Direto de Tacna (Peru)

O atacante Neymar iniciou de maneira espetacular seu primeiro grande desafio com a camisa da Seleção Brasileira. Muito mais do que os quatro gols na vitória por 4 a 2 sobre o Paraguai, na madrugada desta terça-feira, pelo Sul-Americano Sub-20, o santista chamou o jogo para si e tirou o Brasil do sufoco ao marcar dois no segundo tempo, quando Zé Eduardo tinha sido expulso e os rivais pressionavam.

Neymar dá show e Brasil goleia na estreiaClique no link para iniciar o vídeo
Neymar dá show e Brasil goleia na estreia

Mas o que ficará marcado mesmo será o quarto gol. De placa, talvez um dos mais bonitos que o acanhado Jorge Basedra, em Tacna, no Peru, já presenciou. Toque por cobertura, na saída do goleiro e um grito de exclamação de todos os presentes no local. O atacante, que chegou a ser chamado de Pelé durante seu desembarque na cidade, mostrou do que é capaz logo em sua primeira aparição.

Neymar iniciou sua jornada apagado nos primeiros minutos, mas se soltou no primeiro gol, marcado aos 26min. Sua participação nele foi a da cobrança da penalidade sofrida por Casemiro, rasteira, próxima do meio de gol, o suficiente para deslocar o goleiro Ovando, que terá pesadelos com o brasileiro. Na comemoração, a única dancinha da noite, apresentada com todos seus companheiros.

No segundo, a essência do futebol de Neymar. Velocidade no contra-ataque, corte seco no zagueiro e chute por baixo do goleiro quando tinha Henrique livre ao seu lado. Dois a zero em um primeiro tempo em que, se não brilhou, mostrou eficiência.

O melhor estava marcado para o segundo tempo, e ganha mais valor pela dificuldade em que era conduzida a partida. Com um a menos, o Paraguai na pressão após fazer o 1º gol, Neymar mostrou seu lado brigador. Ganhou bola dividida com a zaga e o goleiro e completou meio sem jeito para o gol vazio.

O quarto, feito na sequência e minando qualquer possibilidade de reação paraguaia, merece ser narrado de novo. Porém, no momento é melhor apenas dizer que os peruanos presentes no estádio aplaudiram o jogador e foram retribuídos com um agradecimento.

Depois, Neymar deitou e rolou. Deu dribles, recebeu pancada e ouviu a torcida gritar junto de dor em um lance mais brusco. Deixou o campo mais uma vez aplaudido com a certeza de que, em seu primeiro jogo, cumpriu sua palavra de levar o Brasil a uma das duas vagas nos Jogos Olímpicos de Londres em jogo. "Vou assumir a minha responsabilidade e jogar todo meu futebol".

Terra