Futebol

publicidade
23 de novembro de 2012 • 23h10 • atualizado às 23h55

Time do goleiro Júlio César anuncia Redknapp como novo treinador

 

Horas depois de anunciar a demissão de Mark Hughes, a diretoria do Queens Park Rangers confirmou o nome de Harry Redknapp como seu novo técnico para a atual temporada. Sem emprego desde a conturbada saída do Tottenham, o treinador de 65 anos terá a dura missão de tirar o time londrino da lanterna do Campeonato Inglês. 

Apesar de viajar para Manchester e acompanhar a partida contra o United no Old Trafford neste sábado, o novo comandante só inicia seu trabalho na próxima segunda-feira. Dessa maneira, Mark Bowen e Eddie Niedzwiecki ficarão no banco de reservas.

Hughes foi demitido do QPR por não ter conseguido sequer uma vitória nas 12 rodadas iniciais da Premier Leaguee deixa o time montado pelo milionário Tony Fernandes em situação delicadíssima na competição. O antigo treinador já havia vivido situação semelhante no Manchester City, quando não teve sucesso à frente da equipe que contava com Robinho e Carlitos Tévez.

No Loftus Road, Redknapp terá à disposição jogadores como o goleiro Júlio César, ex-Flamengo, Inter de Milão e Seleção Brasileira, o lateral esquerdo Fábio e o meia Park Ji-Sung, ambos ex-Manchester United, Shaun Wright-Phillis, ex-City, e Bosingwa, lateral português que venceu a Liga dos Campeões com o Chelsea na temporada passada.Henry James Redknapp, que passou a ser chamado de Harry, é tio do experiente meia Frank Lampard e tem a carreira marcada por defender poucos clubes. Como jogador, passou oito temporadas no West Ham, cinco do Bournemouth e quatro no Seattle Sounders-EUA, além de rápida passagem pelo Brentford.

Já na função de técnico, assumiu o Bournemouth um ano seguinte após se aposentar dos gramados e dirigiu a equipe por nove temporadas. Mais tarde, foi treinador do Portsmouth por duas vezes, somando oito anos no clube, interrompidos por duas temporadas à frente do Southampton. No meio de 2008, chegou ao Tottenham, onde permaneceu até a última temporada, quando foi substituído pelo português André Villas-Boas.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva