Futebol

publicidade
30 de maio de 2013 • 00h58 • atualizado às 01h50

Tite defende Pato de críticas e diz: "dinheiro não ganha jogos"

O gol incrível perdido por Alexandre Pato acabou sendo o destaque negativo do Corinthians no empate em 1 a 1 contra o Goiás, na noite desta quarta-feira, no Serra Dourada. Após a partida, o técnico Tite fez questão de defender o atacante. Falou da diferença na bola, de aumentar os treinos de finalizações e, principalmente, do valor que o clube investiu no astro.

Para o comandante alvinegro, parte da pressão que cai sobre o camisa 7 trata-se de ele ter custado R$ 40 milhões, quando chegou do Milan, da Itália. No tento perdido, após receber lançamento na medida de Douglas, tirou o goleiro e bateu para fora.

"Acho que sim. Essa pressão vem do valor. Mas futebol não é só dinheiro. Se fosse, não tínhamos ganhado a Libertadores ano passado. Esse ano investiu mais e não deu. O Rafa Benítez (técnico do Chelsea no Mundial) ganha mais que o Tite e ganhamos o Mundial. Ainda bem que dinheiro não ganha jogo no futebol", afirmou.

Questionado se as perguntas sobre Pato lhe incomodam, principalmente as que dão o tom de obrigatoriedade para ele ser titular, Tite explicou que prefere falar mais do trabalho coletivo e não individualmente.

"Não me incomoda. Mas só faço o registro. Essa equipe é campeã mundial, da Libertadores. Só vejo que está demais. Se as pessoas querem continuar a perguntar, sem problema. Ele teve uma sequência boa e agora está retomando. Temos de esperar. O Chicão entrou, foi bem, está aí. Todo mundo tem de ter tempo, vamos esperar", disse o técnico.

Por fim, o treinador do Corinthians explicou o lance perdido pelo atacante. Até a diferença na bola usada no Brasileiro serviu como argumento.

"Eu vou falar para ti uma coisa. Estão trazendo muito o Pato. É Pato, Pato... É Corinthians. É uma equipe toda. Calma, ele tem também a situação normal de jogar. Não é desculpa, vamos intensificar o trabalho de finalização. Mas a bola é mais leve, viaja com velocidade maior", finalizou.

 

Lancepress!