0

Togo será desclassificado da Copa Africana de Nações

11 jan 2010
12h29
atualizado às 13h24

A seleção de Togo será desclassificada da Copa Africana de Nações se não entrar em campo, nesta segunda-feira, para a partida do Grupo B contra Gana em Cabinda, afirmou a Confederação Africana de Futebol (CAF).

A equipe de Gana foi avisada para prosseguir normalmente para a partida, marcada para começar às 16h30 (horário de Brasília), apesar de a delegação de Togo ter deixado Angola no domingo e voltado para casa após o ataque ao ônibus da equipe que deixou três mortos na semana passada.

"Não ouvimos nada oficialmente deles. Nunca nos avisaram oficialmente que não iriam jogar. Só estamos sabendo deles pela mídia", disse uma importante autoridade da CAF.

"O árbitro foi orientado a começar a partida e, se Togo não estiver lá, então eles serão considerados desistentes e serão desclassificados".

Não está claro se Gana terá que entrar em campo para a partida. Uma decisão quanto a isso será tomada até o início do jogo, de acordo com a fonte da CAF.

A partida do Grupo B em Cabinda estava marcada como segundo jogo de uma rodada dupla. Burkina Faso e Costa do Marfim se enfrentam no primeiro jogo do novo Estádio Chazi, em Cabinda, às 14h (de Brasília).

A delegação de Togo deixou o torneio no domingo após o ataque de sexta-feira ao ônibus do país. O assistente técnico, o assessor de imprensa da seleção e o motorista do ônibus morreram, enquanto o goleiro reserva Kodjovi Obilale ficou gravemente ferido pelo ataque dos separatistas de Cabinda.

A equipe deixou Angola num voo fretado enviado pelo governo de Togo para buscar a equipe, mas os jogadores tinham demonstrado interesse em voltar para disputar a competição.

O capitão, Emmanuel Adebayor, disse a repórteres no aeroporto de Cabinda que Togo tentaria voltar para jogar as partidas do Grupo B.

A autoridade da CAF, no entanto, afirmou que é impossível mudar a data dos jogos do Grupo B.

Família das vítimas do atentado de Togo se desesperam
Família das vítimas do atentado de Togo se desesperam
Foto: EFE
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
publicidade