0

Trio brilha, e Manchester City derrota o Chelsea no Campeonato Inglês

24 fev 2013
13h16
atualizado às 13h17

O goleiro Joe Hart, o meia Yaya Touré e o atacante Carlos Tévez foram decisivos, e o Manchester City venceu neste domingo o Chelsea, por 2 a 0, e fez a diferença para o líder do Campeonato Inglês, Manchester United, retornar para 12 pontos ganhos.

O primeiro a aparecer no duelo de hoje foi o arqueiro inglês. Aos 7 minutos da etapa complementar, cometendo pênalti no atacante Demba Ba. Na cobrança, Hart cresceu na frente de Frank Lampard e fez grande defesa, impedindo que o camisa 8 dos 'Blues' fizesse seu gol de número 200 com a camisa do clube.

Depois, foi a vez do meia marfinense, abrindo o placar para os 'Citizens', aos 18 minutos do segundo tempo. Em jogada iniciada por David Silva, Yaya Touré recebeu na área, se livrou da marcação e tocou com categoria na saída de Petr Cech.

O Chelsea, que começou com David Luiz e Ramires, e teve Oscar entrando no segundo tempo, não conseguiu reagir. Melhor para os 'Citizens', que mataram o jogo aos 40 minutos da etapa final. Em jogada rápida no ataque, David Silva ajeitou e Carlos Tévez acertou belo chute da entrada da área, fechando o plcar.

A vitória fez a equipe de Roberto Mancini chegar aos 56 pontos. Ontem, ao vencer o Queens Park Rangers, por 2 a 0, o Manchester United foi a 68. O Chelsea, terceiro colocado, segue com 49 e amanhã vai torcer contra o Tottenham, que visita o West Ham. Os 'Spurs' tem 48 pontos e irão roubar a posição dos 'Blues' caso vençam.

Na outra partida deste domingo, em duelo de clubes do norte da Inglaterra, o Newcastle venceu o Southampton por 4 a 2, resultado que fez com que os 'Magpies' se afastassem ainda mais da zona de rebaixamento.

Moussa Sissoko, Papiss Cisse, Yohan Cabaye, de pênalti, e Jos Hooiveld, contra, marcaram para o time da casa. Morgan Schneiderlin e Rickie Lambert descontaram. O Newcastle subiu para o 14º lugar, agora com 30 pontos, seis acima da região de degola. O Southampton está duas posições abaixo, com 27 pontos.

EFE   
publicidade