6 eventos ao vivo

Valcke alerta para atrasos e Arena Corinthians pode ficar fora da Copa

14 mai 2013
15h07
atualizado às 15h09

Não é a primeira vez que Jérôme Valcke, secretário-geral da Fifa, alerta sobre atrasos nas obras dos estádios para a Copa do Mundo de 2014. Após visita ao Estádio Nacional Mané Garrincha nesta terça em Brasília (DF), Valcke foi perguntado sobre as obras da Arena Corinthians durante entrevista coletiva e disparou sem meias palavras:

- Eles vão ter de acelerar (as obras). Isso não é uma ameaça. Podemos mudar tudo até 1º de agosto, quando começarem as vendas dos ingressos. Ainda temos um prazo para mudarmos o que for necessário.

Há o entendimento na Fifa de que não haverá mais prorrogações de prazos como houve para a Copa das Confederações. Em carta aberta sobre o acompanhamento da preparação do Brasil, Valcke já havia alertado que a Copa é muito mais grandiosa que a Copa das Confederações e que, por isso, os ajustes precisam ser feitos com pelo menos seis meses de antecedência. Assim, todos os estádios terão que estar prontos em dezembro deste ano.

Sobre o Estádio Nacional Mané Garrincha, que sediará a abertura da Copa das Confederações no dia 15 de junho, Valcke disse estar impressionado com a rapidez da obra de janeiro para cá e comparou o estádio com um "coliseu moderno".

Apesar dos elogios, as obras de Brasília sofreram atrasos. Antes prometido para ser entregue em 27 de abril, o estádio só ficará pronto no dia 18 deste mês. Todos os 71 mil assentos foram colocados. A adequação do estádio para a Copa do Mundo custou R$ 1,1 bilhão aos cofres do governo do Distrito Federal.

Fonte: Lancepress! Lancepress!
publicidade