0

Verón critica saída de técnico do Estudiantes, rival do Cruzeiro

4 fev 2011
16h45
atualizado às 17h20
  • separator

A praticamente dez dias da estreia na Libertadores, diante do Cruzeiro, o Estudiantes (ARG) se vê em meio a uma crise, após a saída do técnico Alejandro Sabella, que pediu demissão na última quarta-feira.

Para o craque Verón, algoz do Cruzeiro em 2009, os jogadores do clube argentino mereciam outra decisão do treinador. "Não nos convenceu a explicação de Alejandro. Pedimos para que ele revisse a decisão, mas ele não quis. Não era o momento de sair. Como uma equipe, queríamos terminar de outra maneira. Merecíamos um outro final", disse o capitão do time.

O ex-técnico do Estudiantes teria ficado chateado com a diretoria, que não reforçou o grupo a seu pedido, fato que deixou Verón indignado. "Eu poderia colocar as mãos no fogo por este plantel. A relação pode ter seus altos e baixo, somos humanos, mas não teríamos conseguido o que conseguimos se a relação fosse tão ruim", comentou o craque.

Em 2009, Sabella dirigiu o Estudiantes na conquista da Libertadores, em final disputada contra o próprio Cruzeiro.

Meia não aceitou a decisão do antigo treinador, que deixou o cargo às vésperas da Libertadores
Meia não aceitou a decisão do antigo treinador, que deixou o cargo às vésperas da Libertadores
Foto: AFP

Veja também:

Estudo mostra os clubes que mais faturaram grana da TV de 2010 a 2019
Fonte: Lancepress!
publicidade