8 eventos ao vivo

Zé Roberto admite que cogitou parar de jogar após queda do Grêmio

23 mai 2013
13h40
atualizado às 14h34

A eliminação do Grêmio na Copa Libertadores da América, na última semana, mexeu com o meia Zé Roberto. Prestes a completar 39 anos, o camisa 10 admitiu nesta quinta-feira que pensou em parar de jogar após a derrota para o Independiente Santa Fe, no calor do jogo, mas afirma que ainda tem "lenha para queimar" no Brasil. Chegou a dizer que alguns 'moleques' se arrastam em treinamentos.

A esperança, agora, é de buscar o título do Campeonato Brasileiro. A dedicação do jogador continuará a mesma, e o sentimento vindo de dentro é que o futebol ainda dá prazer para Zé Roberto.

- Quando fomos eliminados, não consegui dormir. Pensei até em parar de jogar, me aposentar. Parando de jogar mesmo, encerrar minha carreira. Mas refleti, repensei, e vi que quando vim para o Grêmio, que é um clube que qualquer jogador gostaria de jogar, não foi por dinheiro, pois graças a Deus eu conquistei várias coisas na minha carreira, mas por conquistar um título no Grêmio. Este é meu maior sonho, estou carente disso, os torcedores também estão. Ficamos tristes com a Libertadores, mas é o momento de esquecer disso e pensar no Brasileiro e na Copa do Brasil - comentou o jogador.

A previsão pessoal do meia era de se aposentar perto dos 35 anos, dois anos após retornar ao Santos, em 2007. Mas novamente a avaliação, principalmente física, levou-o à decisão de continuar a carreira. Além disso, o exemplo dos jovens que convive também influenciaram no pensamento. Para Zé, alguns ainda estão deixando a desejar em treinamentos.

- Desde que voltei para o Santos programei minha aposentadoria. Eu falei que jogaria mais dois anos e tinha acabado com 35. Só que eu acho que a longevidade não me deixa parar. Pois sou um abençoado. Hoje treino dois períodos, jogo quarta e domingo 90 minutos, e me sinto como um jovem. Não sinto o peso. Quando passou pela cabeça de parar pensei: por que, se tem ainda muita lenha para queimar e muito para dar ao Grêmio? Vejo um monte de moleque de 20 anos se arrastando. Não tem porque. Vou até quando eu puder contribuir. Quando não der mais eu paro, acho que vai ser com 50 anos - brincou o camisa 10 tricolor.

Zé Roebrto tem contrato até o final deste ano com o Tricolor, renováveis por mais seis meses se o clube chegar novamente à disputa da Libertadores da América.

Fonte: Lancepress! Lancepress!
publicidade