0

Com gol de Falcão, Brasil goleia Venezuela, na estreia, por 5 a 1

22 mar 2013
21h04

Na noite desta sexta-feira, a Seleção Brasileira estreou com o pé direito no Circuito Sul-americano de Futsal, que está sendo disputado em Uberlândia (MG), e, mesmo encontrando pela frente um adversário complicado, os comandados do técnico Ney Pereira não decepcionaram a torcida e derrotaram a Venezuela pelo placar de 5 a 1.

Os gols do triunfo brasileiro foram marcados por Neto (2), Lukaian, Jackson e Falcão. A Venezuela descontou com Falcón.

Porém, apesar do resultado positivo, a noite não foi somente de alegria. Lukaian, autor do segundo gol, saiu lesionado de quadra e teve que ser encaminhado para fazer exames.

Agora, neste sábado, às 13h (de Brasília), a Seleção Brasileira volta a entrar em quadra para enfrentar a Colômbia. Mais cedo, às 10h45, a Venezuela tenta a reabilitação contra o Paraguai.

Também nesta sexta-feira, Paraguai e Colômbia fizeram o duelo de abertura do torneio, mas o jogo não saiu do 0 a 0.

O jogo - Logo no início do primeiro tempo, a Seleção Brasileira já abriu o placar. Em uma cobrança de falta, o fixo Neto, natural de cidade sede da competição, Uberlândia (MG), mandou uma bomba de canhota e acertou o ângulo do goleiro Gabriel, que sequer teve chances de impedir o gol: 1 a 0.

O Brasil seguia pressionando e não demorou muito para os representantes da casa ampliarem a vantagem. Aos oito minutos da etapa inicial, o pivô Lukaian se desvencilhou do marcador e chutou forte. O goleiro venezuelano aceitou: 2 a 0.

Mesmo depois de ter sofrido dois gols, a Venezuela não se abateu. Aos 12 minutos, o pivô Falcón, quase homônimo do craque da Seleção Brasileira, bateu de bico, em frente ao gol brasileiro, e o goleiro Tiago aceitou: 2 a 1. A primeira etapa terminou com vantagem mínima do Brasil.

Na volta dos vestiários, as duas seleções protagonizaram um duelo disputado nos primeiros dez minutos da etapa, mas nada de mais gols. Aos sete minutos do segundo tempo, a Venezuela chegou a assustar a Seleção, mas Tiago fez grande defesa em finalização cruzada e evitou o empate.

Foi então que, aos 11 minutos, o ala Jackson partiu pelo lado esquerdo da quadra e, com uma forte finalização de canhota, ele fez 3 a 1 para a Seleção Brasileira. A bola foi alta, sem chances de defesa para o arqueiro Gabriel.

E os donos da casa queriam mais. Aos 34 minutos da etapa final, Neto fez o seu segundo no duelo, o quarto do Brasil. O fixo aproveitou a saída do goleiro venezuelano e, com categoria, deu um leve toque de canhota, encobrindo Gabriel: 4 a 1.

Ainda havia tempo para o craque Falcão deixar o seu. No último minuto de partida, o camisa 12 levantou a bola, girou e bateu forte da intermediária. O goleiro Gabriel, da Venezuela, foi muito mal e não impediu o quinto gol brasileiro, que fechou a conta.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade