0

Gabriel Medina fica com melhor nota do dia, mas brasileiros começam mal WCT no Rio

9 mai 2013
15h07
atualizado às 16h28

O brasileiro Gabriel Medina foi o principal destaque do primeiro dia de disputa da etapa do Rio de Janeiro do Campeonato Mundial de Surfe (WCT) nesta quinta-feira. Ele terminou as baterias com a melhor pontuação.

Medina entrou no mar na oitava eliminatória, ao lado do americano Damien Hobgood e do havaiano Dusty Payne. Sem dar chances para os adversários, ele conseguiu boas notas e somou 18 pontos (a pontuação leva em conta as duas melhores notas dos atletas). Só para comparação, Payne ficou com 7,26 e Hobgood, 4,04. Assim, garantiu vaga na terceira fase da disputa.

Mas se o jovem de 19 anos brilhou na Barra da Tijuca, os outros brasileiros não tiveram um desempenho tão bom, com exceção de Adriano de Souza, o Mineirinho. O quarto colocado no WCT também venceu sua bateria ao somar 12,07 pontos. Ele teve como adversários os australianos Matt Wilkinson (1,83) e Yadin Nicol (7,56). Agora, da mesma forma que Medina, Mineirinho está garantido na terceira fase da etapa carioca.

Já Alejo Muniz, Ricardo Dos Santos, Filipe Toledo, Miguel Pupo, Messias Felix, Gustavo Fernandes e Raoni Monteiro não conseguiram boas atuações. Eles perderam suas baterias e agora vão para a repescagem.

ESTRANGEIROS

Atual líder do WCT, o americano Kelly Slater começou muito bem a disputa no Rio de Janeiro. Ele ficou com a terceira melhor pontuação do dia ao marcar 16,30 em sua bateria. Ele é um dos favoritos na etapa carioca.

Segundo colocado no Campeonato Mundial, o australiano Mick Fanning também se garantiu na terceira rodada ao marcar 13,20, assim como seu compatriota Joel Parkinson, que está na quinta colocação e é o atual campeão mundial.

A decepção entre os estrangeiros ficou por conta de Taj Burrow. O australiano, terceiro no WCT, ficou na terceira posição em sua bateria e agora vai precisar encarar a repescagem.

Fonte: Lancepress! Lancepress!

compartilhe

publicidade