0

Assediado, Zanetti diz que será difícil se acostumar: "ficha está caindo"

6 ago 2012
15h49
atualizado às 16h05
Marina Novaes
Direto de Londres

O ginasta brasileiro Arthur Zanetti, 22 anos, foi aguardado por mais de duas horas por vários torcedores que o assistiram conquistar uma medalha olímpica de ouro inédita para a ginástica nacional, na prova de argolas, nesta segunda-feira, no North Greenwich Arena, em Londres. Ao deixar o local onde competiu nesta segunda-feira, Zanetti foi recebido pelos brasileiros como um herói, sendo abraçado, beijado, assedidado e jogado ao alto pelos fãs, que invadiram o encontro familiar e gritavam sem parar: "sai da frente que o Zanetti é chapa quente".

"Chapa quente", Zanetti foi exaltado após apresentação que rendeu medalha de ouro
"Chapa quente", Zanetti foi exaltado após apresentação que rendeu medalha de ouro
Foto: Marina Novaes / Terra

» Escolha o esporte e assista aos vídeos da Olimpíada de Londres
» Saiba tudo sobre os medalhistas do Brasil em Londres
» Veja como foram as conquistas dos brasileiros
» Veja mapa e conheça tudo sobre o Parque Olímpico de Londres
» Confira a programação de ao vivo do Terra
» Veja a agenda e resultados dos Jogos de Londres

Tímido, o atleta não escondeu a surpresa com a recepção - além dos torcedores, uma multidão de jornalistas o aguardava -, e disse que a "ficha ainda está caindo", entre um puxão e outro para tirar fotos. "Vai ser difícil me acostumar com isso, viu? Ainda mais que eu não gosto muito dessas coisas (da fama). Mas é muito bom poder representar o Brasil", disse, sorridente, ao ser questionado sobre a vida de nova "celebridade".

Mesmo sem ter jeito para a fama, Zanetti correspondeu a cada abraço das dezenas de desconhecidos que o parabenizavam. Ele, porém, parecia ainda não ter se dado conta de que acabara de entrar para a história da ginástica artística brasileira. Com a medalha nas mãos, ele se emocionou ao abraçar sua mãe Roseane, o pai Archimedes, o irmão Victor e a namorada Juliana, que viajaram de São Caetano do Sul (Grande São Paulo) para assistir às provas classificatória e à final.

"Demora (para compreender a importância da conquista), mas a ficha está caindo. Foi um momento de muita felicidade mesmo", disse. "É a primeira medalha do Brasil na ginástica. E eu estou bem satisfeito mesmo, espero que isso abra portas não só para mim, mas pra toda a ginástica, de todos os Estados e de cidades brasileiras", completou o medalhista.

O técnico dele, Marcos Gotto, que tem fama de "durão" mas foi às lágrimas ao ver a classificação de Zanetti, também o aguardava e foi muito abraçado pelo pai do atleta. "Esse é o cara! Esse é o responsável!", gritava Archimedes, ao se reencontrar com o treinador do filho.

A apresentação nas argolas foi praticamente impecável, e Zanetti disse que soube, no momento em que terminou a série, que subiria ao pódio. "Eu sabia que tinha ido bem, que conseguiria uma medalha, mas não sabia que era a de ouro", contou. Ao final, ele atingiu 15.900 pontos, superando o chinês Yibing Chen, campeão olímpico em Pequim e prata nesta segunda-feira. O bronze ficou com o italiano Matteo Morandi.

O brasileiro, que terminou a etapa classificatória na 4ª colocação, contou qual foi o diferencial entre uma série e outra. "Na classificatória, o antepenúltimo elemento eu não fiz na série, então tive uma nota de partida mais baixa. E agora a gente colocou esse elemento, e com isso a nota de partida sobe três décimos. Foi o que fez a diferença agora", disse.

Ao subir ao pódio para receber a medalha de ouro e ouvir o hino nacional, o atleta sorriu, beijou a medalha e apontou para o topo da arquibancada, onde estava sua família. Apontei para todos os brasileiros", disse, orgulhoso.

Logo após a conquista, ele recebeu uma ligação do presidente do Comitê Olímpico Brasileiro, Carlos Arthur Nuzman, e em breve deve ser recebido pela presidente Dilma Rousseff, no Brasil. Questionado sobre o que espera dizer à Dilma no encontro, Zanetti elogiou a presidente, e disse que pediria para "continuar trabalhando para incentivar ainda mais a ginástica no País".

Olimpíada ao vivo no Terra
O Terra, maior empresa de internet da América Latina, transmite ao vivo e em alta definição (HD) todas as modalidades dos Jogos Olímpicos de Londres. Com reportagens especiais e acompanhamento do dia a dia dos atletas, a cobertura conta com textos,vídeos,fotos, e participação do internautae repercussão no Facebook.Siga também a cobertura no Twitter e participe com a hashtag: #TerraLondres2012

Fonte: Terra

compartilhe

publicidade