1 evento ao vivo

Receoso com 2012, Diego Hypólito pede rapidez à CBG

22 set 2010
21h33
atualizado às 22h44

O ginasta Diego Hypólito, vetado da Seleção masculina para o Mundial de Roterdã por conta de uma lesão no pé esquerdo, cobrou nesta quarta-feira uma posição rápida da Confederação Brasileira de Ginástica (CBG) a respeito da intervenção cirúrgica a que ele terá que se submeter.

Brasileiro teme ficar de fora do Mundial do ano que vem, que classifica para a Olimpíada
Brasileiro teme ficar de fora do Mundial do ano que vem, que classifica para a Olimpíada
Foto: EFE

"Sabia que ia ter que operar, mas achei que a operação seria mais simples. Se isso não for feito logo, me prejudica para o ano que vem. Fiquei fora do Mundial deste ano, não quero ficar fora do Mundial do ano que vem, que classifica para a Olimpíada", disse o atleta, em entrevista ao Sportv.

De acordo com Hypólito, seu plano de saúde particular é quem cobrirá as despesas da cirurgia. No entanto, a confederação estaria sendo omissa no apoio ao ginasta, que está preocupado com o tempo inativo - não somente o pós-operatório, mas também o de espera até ser feita a cirurgia.

"As pessoas têm que ter consciência de que agora precisa ser tudo bem rápido, porque quero voltar bem. Sou bastante dedicado, cuido do meu peso, mas já perdi quase dois meses de treinamento, agora tem mais o tempo que vou perder até a cirurgia e depois o pós-cirúrgico", reclamou.

Ainda segundo a reportagem, a CBG, por meio de seu diretor de seleções, Klayler Mourthé, defendeu-se dizendo que foram pedidos novos exames, além da tomografia feita no dia 21. "A gente entende a ansiedade dele, que é um atleta extremamente dedicado e competitivo", disse o dirigente.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade