0

Sem parar, Zanetti participa de quatro competições antes das férias

10 out 2012
14h10
atualizado às 16h06

A rotina do ginasta Arthur Zanetti depois de conquistar o inédito ouro olímpico nas argolas continua agitada. O atleta ainda não descansou após vitória nos Jogos de Londres e segue com uma dura rotina de treinos para mais quatro competições na temporada antes das merecidas férias.

Artur Zanetti irá disputar mais quatro competições antes de tirar férias no fim do ano
Artur Zanetti irá disputar mais quatro competições antes de tirar férias no fim do ano
Foto: Ulisses Neto / Especial para Terra

Zanetti está concentrado junto com a Seleção Brasileira no Centro de Treinamento de Ginástica (Velódromo), no Rio de Janeiro. O objetivo da reunião dos atletas na capital carioca é uma preparação com foco na Olímpiada de 2016, porém o campeão olímpico aproveita para treinar para seus próximos desafios.

O primeiro torneio com a participação de Zanetti será a Swiss Cup, em Zurique, na Suíça. O torneio, que reúne duplas de dez países convidados, está agendado para o dia 4 de novembro.

"É maravilhoso, bom demais, dá moral para a ginástica brasileira. A Swiss Cup é para duplas mistas, mas não sei ainda quem será a minha parceira. É a primeira vez que vou participar, mas é uma competição mais descontraída, com bastante público. É mais um show do que uma disputa. Vai ser bem legal", comentou Zanetti.

Também na Suíça, o brasileiro participa do Arthur Gander Memorial Cup, competição na qual participará de provas de argolas, salto, solo e paralelas. Outra atividade do ginasta na temporada será a etapa da República Tcheca da Copa do Mundo, realizada na cidade de Ostrava.

A competição na República Checa será importante para Arthur Zanetti se garantir na liderança do ranking mundial. O brasileiro soma 115 pontos e tem o grego Eleftherios Petrounias, com 110, como principal adversário.

Por fim, ele compete em um torneio por equipes em Stuttgart, na Alemanha, também para países convidados, cujo objetivo é mesclar atletas jovens e experientes, visando ao novo ciclo olímpico. "Esses convites são bons para a ginástica do Brasil. Existe um reconhecimento entre os países convidados", afirmou o atleta.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

publicidade