1 evento ao vivo

Sem "samba no pé", Angélica comemora volta com nova bagagem de mão

19 out 2011
01h03
atualizado às 01h16

Tarian Chaud
Direto de Guadalajara (México)

A paranaense Angélica Kvieczynski manteve o ótimo retrospecto na noite desta terça-feira e subiu pela quarta vez no pódio na prova individual de ginástica rítmica, desta vez no aparelho maças. Diferentemente dos primeiros dias "bronzeados" nos Jogos Pan-Americanos, a ginasta brasileira subiu um degrau no pódio e terminou com a medalha de prata, justamente apostando em um ritmo musical com o qual não está acostumado: o samba tipicamente nacional.

Veja todos os resultados do Pan
Confira o quadro de medalhas
Assista aos vídeos do Pan de Guadalajara
De famosos a anônimos, confira 519 atletas brasileiros no Pan de Guadalajara

"Tentei arriscar um samba, mas meu samba não é dos melhores. Ainda bem que o público gostou. Para quem está competindo empolga muito quando o público se envolve. Eu sou uma ginasta que presta bastante atenção nisso. Achei muito legal eles acompanharem", afirmou a competidora, em entrevista depois da quarta consagração na competição mexicana.

Apesar da decepção com a prova das fitas, na qual acabou fora do pódio, Angélica ressaltou sua participação em Guadalajara. Pela primeira vez, o País teve uma ginasta tão premiada em competições individuais, do nível de um Pan-Americano, de ginástica rítmica.

"Eu estou muito feliz com a quarta medalha. Agora veio a prata, graças a Deus. Estou muito feliz com a minha competição e saiu muito melhor do que eu esperava. Volto com a mochila mais pesada, vou ter que levar na bagagem de mão para não pagar excesso", brincou a simpática brasileira que conquistou o público no México.

Com apenas 19 anos de idade, Angélica fez história no Pan-Americano de Guadalajara. A atuação vitoriosa no México surpreendeu até a ela mesma. "Nunca pensei que faria todos esses resultados. Todos esses dias foram incríveis. Todas as medalhas são muito especiais por tudo que passei. Nunca imaginei que sairia tão satisfeita de uma competição como eu saio daqui", completou.

O bom retrospecto no México, entretanto, não ilude a ginasta brasileira. Angélica manteve os pés no chão e traçou como meta a evolução da carreira até os Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro. "Eu quero competir em casa. É diferente. Você sente o aplauso, você sente a torcida junto", completou a competidora, que "sofreu" com a torcida totalmente favorável à rival Cynthia Valdez.

Pan 2011 no Terra

O Terra transmite simultaneamente até 13 eventos, ao vivo e em HD, dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara via web, tablets e celular.Com uma equipe com mais de 220 profissionais, a maior empresa de Internet da América Latina fará a mais completa cobertura da competição que será realizada de 14 a 30 de outubro, trazendo, direto do México, a preparação de atletas, detalhes da organização e toda a competição, com conteúdo em texto, fotos, vídeos, infográficos e muita interatividade. Nas redes sociais, você acompanha a cobertura dos Jogos na fanpage do Terra, e confere os bastidores em tempo real no Facebook e no Twitter.

Acesse também a cobertura em:

http://m.terra.com.br/guadalajara2011
http://tablet.terra.com.br/guadalajara2011
http://wap.terra.com.br/pan2011/
http://www.facebook.com/TerraBrasil




Fonte: Terra

compartilhe

publicidade
publicidade