0

Sem vaga garantida no Rio 2016, Hypólito confia na equipe masculina

24 ago 2012
12h35
atualizado às 16h32
Vinícius Paleari
Direto de São Paulo

Apesar dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016, garantirem a partipação brasileira na maioria das modalidades - vôlei e basquete, por exemplo, estão automaticamente classificados -, a ginástica artística precisa carimbar o seu passaporte no pré-olímpico mundial para disputar medalhas em casa.

Dono de dois títulos mundiais (2005 e 2007) e quatro da Grande Final da Copa do Mundo (2004, 2006, 2008 e 2009), ambos no solo, Diego Hypólito está confiante que, pela primeira vez na história, a equipe masculina de ginástica artística estará completa na Olimpíada.

Ao longo do ciclo olímpico, muitos atletas sofreram com lesões e tiveram que passar por cirurgias. Além de Diego, que relizou sua terceira somente em 2012, Sérgio Sasaki e Victor Rosa, ginastas que disputam os seis aparelhos, tiveram problemas físicos. Com uma lesão na coluna, Rosa acabou fora do Mundial de Tóquio, em 2011, enquanto Sasaki competiu no limite na repescagem por uma vaga olímpica, em janeiro deste ano, em Londres.

"Mesmo com esse problema das lesões, eu acredito que a o Brasil vai ter condições de chegar nos Jogos do Rio de Janeiro com a equipe completa, com os cinco atletas", ressaltou Diego. "O Sasaki (10º no individual geral em Londres 2012) e o Victor Rosa são ótimos no individual geral e têm tudo para estar bem 2016".

Mas as lesões são um incômodo na carreira do bicampeão mundial. Antes dos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008, o ginasta foi submetido a uma cirurgia no joelho e teve que correr contra o tempo para se recuperar e disputar os Jogos. Naquela ocasião, o brasileiro era favorito ao título, mas caiu na última sequência acrobática e ficou fora do pódio, no 6º lugar.

"Eu não aguento mais operar, mas essas cirurgias são necessárias para o meu grande objetivo, que é disputar os Jogos do Rio e ganhar uma medalha olímpica", afirmou. "Os atletas dos outros países até questionam como eu consigo competir, mesmo passando por tantas cirurgias", finalizou.

Bicampeão mundial, Diego Hypólito ainda sonha em conquistar medalha olímpica
Bicampeão mundial, Diego Hypólito ainda sonha em conquistar medalha olímpica
Foto: Ricardo Matsukawa / Terra
Fonte: Terra

compartilhe

publicidade