0

Corinthians e Palmeiras se livram de clássico e do grupo da morte

22 dez 2015
23h44
  • separator
  • 0
  • comentários

Palmeiras e Corinthians não terão chaves simples, mas escaparam de clássicos regionais e até do grupo mais complicado da Libertadores. Se passar pelo peruano Cesar Vallejo na fase preliminar, o São Paulo cai encara a chave encabeçada pelo River Plate, enquanto o Grêmio encara a chave mais complicada.

Cabeça de chave, o Corinthians, que acaba de ser campeão brasileiro, ficou no grupo 8 e encara o paraguaio Cerro Porteño, o chileno Cobresal e o vencedor do duelo entre o colombiano Independiente Santa Fe, atual campeão da Copa Sul-Americana, e o boliviano Oriente Petrolero.

O Palmeiras, por sua vez, ocupa o grupo 2, que tem o Nacional, do Uruguai, como cabeça de chave. Completam o grupo o argentino Rosario Central e o vencedor do confronto entre o Universidade de Chile e o River Plate do Uruguai.

O São Paulo encara o Cesar Vallejo na fase preliminar, com o primeiro duelo no Peru e a decisão no Morumbi. Caso avance, o Tricolor paulista atuará no grupo 1, que tem o argentino River Plate, atual campeão da Libertadores, como cabeça de chave, ao lado do boliviano The Strongest e do venezuelano Trujillanos.

Dos outros brasileiros, quem mais sofreu com o sorteio é o Grêmio. O terceiro colocado da última liga nacional está no grupo 6, que tem o argentino San Lorenzo como cabeça de chave e também a equatoriana LDU e o mexicano Toluca. Já o Atlético-MG é cabeça de chave do grupo 5, ao lado do chileno Colo Colo, do peruano Melgar e do vencedor do duelo entre o paraguaio Guarani e o equatoriano Independiente del Valle.

Antes do sorteio, que começou mais de uma hora depois de a cerimônia iniciar, foram celebrados na cerimônia na sede da Conmebol, no Paraguai, o atacante equatoriano Joffre Guerrón, vice-campeão da última Libertadores pelo mexicano Tigres e eleito o melhor jogador da competição, e o argentino Gustavo Bou, artilheiro da Libertadores de 2015 pelo Racing, com oito gols.

A cerimônia homenageou ainda Diego Forlán, atacante uruguaio que retornou neste ano ao Peñarol, Pablo Forlán, pai do jogador, defensor que foi campeão da Libertadores de 1966 pelo Peñarol e foi ídolo como jogador do São Paulo (também comandou o Tricolor do Morumbi), e Juan Carlos Corazzo, falecido uruguaio que é avô de Diego Forlán, genro de Pablo e atuou pelos argentinos Racing e Indepediente nos anos 1930 e comandou a seleção de seu país na Copa do Mundo de 1962.

Confira como ficaram definidos os confrontos da fase preliminar e os grupos da Libertadores de 2016:

Fase preliminar (os times à esquerda definem em casa):

Independiente Santa Fe (COL) x Oriente Petrolero (BOL)

Caracas (VEN) x Huracán (ARG)

Racing (ARG) x Puebla (MEX)

Universidade de Chile (CHI) x River Plate (URU)

Guarani (PAR) x Independiente del Valle (EQU)

São Paulo x Cesar Vallejo (PER)

Grupo 1

River Plate (ARG)

The Strongest (BOL)

Trujillanos (VEN)

São Paulo ou Cesar Vallejo (PER)

Grupo 2

Nacional (URU)

Palmeiras

Rosario Central (ARG)

Universidade de Chile (CHI) ou River Plate (URU)

Grupo 3

Boca Juniors (ARG)

Bolivar (BOL)

Deportivo Cali (COL)

Racing (ARG) ou Puebla (MEX)

Grupo 4

Peñarol (URU)

Atlético Nacional (COL)

Sporting Cristal (PER)

Caracas (VEN) ou Huracán (ARG)

Grupo 5

Atlético-MG

Colo Colo (CHI)

Melgar (PER)

Guarani (PAR) ou Independiente del Valle (EQU)

Grupo 6

San Lorenzo (ARG)

Grêmio

LDU (EQU)

Toluca (MEX)

Grupo 7

Olimpia (PAR)

Emelec (EQU)

Tachira (VEN)

Pumas (MEX)

Grupo 8

Corinthians

Cerro Porteño (PAR)

Cobresal (CHI)

Independiente Santa Fe (COL) ou Oriente Petrolero (BOL)

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade