0

Grêmio confia em manter Vargas e pesa custo-benefício de Bertoglio

9 abr 2013
14h22
atualizado às 17h11
  • separator
  • 0
  • comentários

Os dirigentes do Grêmio estão confiantes em manter o atacante Eduardo Vargas no clube até o final deste ano. O empréstimo do chileno tem uma cláusula em que o Napoli pode pedir o retorno de seu jogador após o final da Libertadores. A tendência é que o companheiro de Barcos no ataque fique, porém. Em paralelo a esta questão, o clube gaúcho analisa a possibilidade de adquirir o argentino Facundo Bertoglio.

<p>Bertoglio n&atilde;o tem atuado com regularidade e tem sal&aacute;rio alto no Gr&ecirc;mio</p>
Bertoglio não tem atuado com regularidade e tem salário alto no Grêmio
Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA / Divulgação

As situações caminham quase juntas. Ainda é cedo, mas o planejamento para a temporada não pode ser desfeito. Se o Napoli exigir o retorno de Vargas, previsto em contrato, o clube perde seu atacante titular e uma alternativa de velocidade. Característica mais marcante em Bertoglio - há também Welliton, emprestado até o final do ano, como alternativa.

O Grêmio vive uma situação financeira delicada. Fez um grande investimento neste início da temporada, com diversas contratações de peso. Agora, trabalha para enxugar a folha salarial. Os casos de Marcelo Moreno e até mesmo do argentino estão enquadrados nesta realidade financeira. Bertoglio tem um valor estipulado pelo Dínamo de Kiev de mais de R$ 10 milhões e um terceiro empréstimo está fora de cogitação. Seu contrato com os ucranianos vai até 2015.

&amp;lt;a data-cke-saved-href="http://esportes.terra.com.br/infograficos/sensacoes-caipiras/iframe2.htm" href="http://esportes.terra.com.br/infograficos/sensacoes-caipiras/iframe2.htm"&amp;gt;veja o infogr&aacute;fico&amp;lt;/a&amp;gt;

"Ainda é cedo para falar. Mas estamos avaliando a situação do Bertoglio. É um jogador que requer um investimento alto, e não adianta fazermos este investimento e ele não jogar. Temos que analisar a situação custo-benefício para o clube. Atualmente, temos muitas opções para o ataque e ele não está jogando. Se conseguirmos investidores ou equalizar esta situação na realidade financeira do Grêmio, podemos fazer negócio. Mas está sob análise do departamento de futebol e do presidente Fábio Koff", contou o assessor de futebol Marcos Chitolina.

Em meio às negociações para ter Vargas, Grêmio e Napoli criaram uma relação amistosa entre os clubes. O que acabou por aproximá-los e dar confiança de que o chileno permaneça até o final do ano. Os italianos, por exemplo, ganharam a preferência de compra o volante Fernando no negócio do atacante.

"É difícil falar agora. Mas digamos que a tendência é que o Vargas fique até o final do ano. Temos uma relação muito boa com os dirigentes do Napoli. Isso não é algo definitivo, a situação é mais para o futuro. Mas é algo que acredito que possa acontecer", destacou Chitolina.

Para o ataque, atualmente, o Grêmio conta com Barcos, Vargas, Kleber Gladiador, Welliton, Willian José e Marcelo Moreno - este último, sem espaço. Bertoglio pode fazer também uma função mais recuada no meio-campo. Uma conversa com a comissão técnica ainda definirá as diretrizes de uma possível negociação pelo argentino. No entanto, com o retorno de Fábio Aurélio, Luxemburgo já avisou que pode utilizá-lo pelo meio.

Fonte: Lancepress! Lancepress!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade