3 eventos ao vivo

Grêmio empata aos 50min, vence nos pênaltis e leva 1º turno

10 mar 2011
00h14
atualizado às 09h33

Com uma reação na base da raça, arrancada aos 50min do segundo tempo, e vitória por 4 a 1 nos pênaltis, o Grêmio conquistou nesta quarta-feira, no Estádio Olímpico, o título do primeiro turno do Campeonato Gaúcho. Após sair perdendo por 2 a 0 diante do Caxias, com gols de Itaqui e Gerley, a equipe do técnico Renato Gaúcho buscou o empate com Willian Magrão e Rafael Marques - em partida que teve nada menos que oito minutos de acréscimo - e está assegurada nas grandes finais do Estadual, que acontecem nos dias 8 e 15 de maio.

O time gremista teve dois gols anulados corretamente durante o jogo, mas não desistiu e viu o goleiro Victor brilhar nas penalidades com duas defesas, em chutes de Dê e Diogo, para garantir o título. Lúcio converteu o pênalti decisivo. Agora, já garantido na decisão, Renato Gaúcho pode se concentrar exclusivamente na disputa da Copa Libertadores.

O Grêmio começou a partida de forma muito nervosa e foi dominado pelo Caxias no início. Após a entrada de Bruno Collaço no lugar de Carlos Alberto ainda no primeiro tempo, a equipe melhorou e buscou o empate nos acréscimos.

Primeiro tempo

O confronto já começou acelerado, com o Caxias tomando a iniciativa. Logo aos 2min, Edenilson trombou na área com Gilson e ficou pedindo pênalti, mas o árbitro Márcio Chagas da Silva mandou o lance seguir. Preso na marcação forte do time do interior, o Grêmio não conseguiu se encontrar nos primeiros minutos.

Aos 6min, mais Caxias no ataque: Lima perdeu chance inacreditável ao receber livre dentro da área e finalizar para fora. Dois minutos depois, Dê arriscou de fora da área, mas mandou longe da meta de Victor. Insatisfeito com a apatia da equipe, Renato Gaúcho mandou todos os reservas para o aquecimento logo aos 10min.

Errando muitos passes e perdido na marcação, o Grêmio só foi chegar aos 15min, em chute forte de Fábio Rochemback que fez o goleiro André Sangalli trabalhar. Quatro minutos depois, porém, saiu o primeiro gol dos visitantes. Itaqui acertou belo chute da intermediária no canto esquerdo de Victor, que não conseguiu chegar na bola.

O time tricolor balançou as redes aos 22min, mas o lance foi corretamente anulado. Após bola alçada na área, três jogadores do Grêmio apareceram na frente de André Sangalli, invalidando o lance. O Caxias seguiu pressionando e por pouco não ampliou aos 24min, quando Itaqui desperdiçou boa chance em cobrança de falta.

Furioso com o time, Renato sacou Carlos Alberto - inoperante pela faixa direita do meio de campo - e colocou Bruno Collaço para atuar pela esquerda, invertendo o posicionamento de Willian Magrão. A equipe pareceu "acordar" após a alteração e teve três chegadas perigosas em sequência, em cabeçada de Willian Magrão e chutes de Collaço e André Lima.

Justo quando o Grêmio parecia melhorar e o ritmo intenso do Caxias diminuía, os visitantes chegaram ao segundo gol. Após boa trama pelo lado esquerdo do ataque, o lateral Gerley recebeu de Everton e bateu firme; Victor falhou e não conseguiu impedir que a bola entrasse.

Mesmo com 2 a 0 contra no placar, a torcida gremista não parou de incentivar e o time conseguiu diminuir antes do intervalo. Aos 44min, Willian Magrão arriscou de fora da área, pegou bem na bola e acertou o canto de André Sangalli, minimizando o prejuízo tricolor na primeira etapa.

Segundo tempo

O time da casa voltou motivado para o segundo tempo, mas novamente não conseguiu se impor. O Caxias não se acomodou com a vantagem e seguiu buscando o gol, assustando Victor em algumas oportunidades. Já o Grêmio chegou aos 9min, com chute para fora de Bruno Collaço após rebote da zaga.

Aos 15min, a equipe tricolor desperdiçou ótima chance de empatar. André Lima arrematou da esquerda e a bola atravessou a área com muito perigo, mas ninguém apareceu para desviar. Logo o time do Caxias passou a fazer "cera" e demorar para repor a bola em jogo, rendendo um cartão amarelo para o goleiro André Sangalli aos 18min.

A pressão do Grêmio foi aumentando aos poucos e, aos 23min, o time teve outro gol anulado. Fábio Rochemback levantou na área em cobrança de falta e André Lima cabeceou para as redes, mas a jogada foi invalidada e gerou muitas reclamações do atacante. Dois minutos depois, Borges perdeu excelente oportunidade ao cabecear para fora após cruzamento de Gabriel.

Os minutos finais foram de muito nervosismo e ataques incessantes do Grêmio, que pressionava, mas não mostrava organização suficiente para furar a retaguarda do rival. O clima esquentou nos acréscimos, com troca de empurrões entre os jogadores, e Rodolfo e Marcelo Ramos acabaram expulsos.

Depois de mais chances de perigo do Grêmio, aos 50min, veio o gol salvador na base da vontade. Após lance confuso dentro da área, Borges dividiu com a zaga e a bola sobrou limpa para o zagueiro Rafael Marques, que chutou firme e deixou tudo igual no placar.

O Estádio Olímpico explodiu em festa e a partida só foi se encerrar aos 53min do segundo tempo. André Lima, que já havia sido substituído por Diego Clementino, ainda foi expulso por ofender o assistente Altemir Hausmann após o gol gremista.

Pênaltis

Nas cobranças de penalidades, Borges e Douglas bateram com firmeza nos dois primeiros chutes do Grêmio, enquanto Victor defendeu bem as finalizações de Dê e Diogo. Após Rochemback marcar e deixar o placar em 3 a 0, a reação do Caxias ficou praticamente impossível. Everton até conseguiu balançar as redes em sua cobrança, mas Lúcio fez 4 a 1 e sacramentou o título tricolor.

FICHA TÉCNICA

Grêmio 2 (4) x (1) 2 Caxias

Gols
Grêmio: Willian Magrão, aos 44min do 1º tempo, e Rafael Marques, aos 50min do 2º tempo
Caxias: Itaqui, aos 19min, e Gerley, aos 39min do 1º tempo

Grêmio
Victor; Gabriel, Rafael Marques, Rodolfo e Gilson (Lúcio); Fábio Rochemback, Willian Magrão, Carlos Alberto (Bruno Collaço) e Douglas; André Lima (Diego Clementino) e Borges. Técnico: Renato Gaúcho

Caxias
André Sangalli; Alisson, Edson Rocha (Neto), Marcelo Ramos e Gerley; Marcos Rogério, Dê, Itaqui (Diogo) e Edenilson; Everton e Lima (Pedro Henrique). Técnico: Lisca

Cartões amarelos
Grêmio: Rodolfo, Willian Magrão, Douglas e André Lima
Caxias: Edson Rocha, Marcos Rogério, Edenilson, Itaqui, Everton e André Sangalli

Cartões vermelhos
Grêmio: Rodolfo e André Lima
Caxias: Marcelo Ramos

Árbitro
Márcio Chagas da Silva

Local
Estádio Olímpico, Porto Alegre (RS)


Fonte: Terra
publicidade