0

Grêmio estuda modificações no contrato e compra da Arena é opção

12 mar 2013
18h04
atualizado às 18h19
  • separator
  • 0
  • comentários

Nos atuais moldes, principalmente financeiros, o contrato com a OAS não agrada ao Grêmio. O clube tem uma comissão, com conversas frequentes com a empresa parceira, para fazer ajustes no atual vínculo firmado para a gestão da Arena. Em um primeiro momento, os dirigentes gremistas tentam aparar os pontos que acreditam ser necessários para que a instituição Grêmio não seja inviabilizada financeiramente. Uma compra do percentual da empreiteira, prevista em contrato, não está descartada.

O principal ponto de discussão é o seguinte: o Grêmio precisa pagar quase R$ 42 milhões anuais para que seus sócios tenham os direitos de acesso garantidos no novo estádio. Um valor que consome praticamente os cerca de R$ 50 milhões de receitas provenientes do quadro social, que hoje soma mais de 70 mil gremistas.

- O que acontece é que há uma comissão nomeada que está analisando os pontos do contrato que consideramos que podem melhorar. Não há negociações efetivas pela compra do percentual da OAS, mas é algo previsto no contrato e por isso uma possibilidade - comentou o presidente Fábio Koff ao L!Net.

O clube gaúcho tem uma comissão nomeada pelo presidente para discutir esses assuntos, encabeçada pelo integrante do Conselho de Administração Adalberto Preis, presidente da Grêmio Empreendimentos nos primórdios do projeto Arena. Preis diz que a possibilidade de compra do percentual é remota, mas que não está descartada porque justamente é prevista no contrato entre as partes. Ele confirma que a questão financeira é justamente o que precisa ser melhor acertada.

Grêmio paga R$ 42 milhões anuais para colocar sócios na Arena (Foto: Wesley Santos/Press Digital)

- Estamos analisando os pontos do contrato, analisando o que podemos modificar no contrato com conversas. Não é uma questão que se resolve em apenas uma reunião, é algo que abrange mais pontos. Já temos contatos iniciais com a parceira e já temos novas reuniões agendadas - destacou Preis ao L!Net.

Qualquer tipo de definição precisa passar pelo Conselho Deliberativo do clube. Os valores a ser pagos em uma possível compra precisam ser acertados entre as partes, em negociações que ainda inexistem. O Grêmio poderia financiar o valor com empréstimos para ser dono de 100% da empresa. No sábado, o Tricolor fará sua primeira partida pelo Campeonato Gaúcho na nova casa. O Lajeadense será o primeiro adversário brasileiro a atuar no estádio.

 

Fonte: Lancepress! Lancepress!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade