0

Luxemburgo defende postura gremista, mas promete conversa com Saimon

2 dez 2012
22h24
atualizado às 22h24
  • separator
  • 0
  • comentários

Vanderlei Luxemburgo defendeu a postura dos jogadores gremistas, após o tenso empate sem gols no Gre-Nal deste domingo. De acordo com o técnico, quem perdeu o controle emocional durante a partida foi o Internacional, que teve Leandro Damião e Muriel expulsos, não o Grêmio. No entanto, Luxemburgo prometeu dar um “puxão de orelha” no zagueiro Saimon.

Saimon é virial, mas quer resolver tudo na pancada, de acordo com Vanderlei Luxemburgo
Saimon é virial, mas quer resolver tudo na pancada, de acordo com Vanderlei Luxemburgo
Foto: Roberto Vinicius / Futura Press

"Vou ter que conversar com ele. O Saimon sabe jogar bola, é um grande zagueiro. É viril, é duro, é jovem, mas quer resolver as coisas na pancada”.

O jovem gremista foi expulso no final da partida e causou uma confusão generalizada que acabou por antecipar o final do clássico. Saimon trocou empurrões com o técnico do Inter Osmar Loss, após o colorado ter chutado para longe uma bola que havia saído pela lateral.

“Eu trabalhei o controle emocional do jogo o tempo todo na última semana. Eles (Inter) tiveram jogadores expulsos no começo, nós não. Tivemos que administrar emoções, controlar a raiva. Só que quando precisamos do controle para jogar bola, não tivemos”, disse Luxemburgo sobre o fato de a equipe não aproveitar o tempo em que enfrentou o adversário com dois jogadores a menos.

Com nítida estratégia de tirar o peso histórico da partida, por se tratar do último jogo do Estádio Olímpico, o treinador tratou de minimizar a importância das celebrações que anteciparam o duelo: “a festa não era deles (jogadores), a festa era de quem fez história neste estádio, como o Roger e outros atletas. Nós estávamos ali para entrar na história. Foi importante deixar os jogadores fora de tudo isso”.

O grupo do Grêmio se reapresenta na próxima quarta-feira para iniciar os treinos para o amistoso de inauguração da Arena, contra o Hamburgo, da Alemanha, dia 8. Para 2013, Luxemburgo disse que a base da equipe será mantida. Segundo o treinador, o meia Zé Roberto ainda não está garantido.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade