inclusão de arquivo javascript

Esportes

 
 

Boca empata com São Paulo e conquista Recopa

15 de setembro de 2006 00h05 atualizado às 02h09

Palermo vibra com segundo gol do Boca Juniors no Morumbi. Foto: Reuters

Palermo vibra com segundo gol do Boca Juniors no Morumbi
Foto: Reuters

O Boca Juniors se tornou o maior vencedor de torneios internacionais do mundo, nesta quinta-feira, ao empatar por 2 a 2 com o São Paulo, no Morumbi. O resultado deu o título da Recopa Sul-Americana à equipe argentina, que havia vencido o jogo de ida por 2 a 1.

Baixe wallpaper do campeão
Veja fotos da decisão
Veja como foi o jogo
Ceni joga medalha à torcida
Agressor de mulher cai da arquibancada
Comente a decisão da Recopa

Assim, o técnico Alfio Basile se despediu em grande estilo da equipe portenha, dando a ela seu terceiro título da competição e a 16ª conquista internacional. Milan, Real Madrid e Independiente levantaram 15 troféus desse porte.

O São Paulo voltou a apresentar um futebol ruim, mas abriu o placar aos 34min do primeiro tempo, com Júnior. Ainda na primeira etapa, no entanto, Palacio recebeu passe de cabeça de Palermo e completou para a rede.

O Boca ficou bem perto do título aos 30min do segundo tempo, quando Palermo fez linda jogada individual e fuzilou Rogério Ceni. Rodríguez marcou contra, aos 40min, e chegou a dar esperança à torcida tricolor, mas o título era mesmo dos argentinos.

Durante toda a partida, a torcida são-paulina deixou clara sua insatisfação com o time, que vive má fase também no Campeonato Brasileiro. Os quase 20 mil torcedores que foram ao Morumbi não perdoaram os erros do time e vaiaram bastante.

O jogo

O São Paulo entrou com apenas Thiago à frente na decisão. Leandro e Aloísio, lesionados, ficaram de fora da decisão. Assim, Lenílson e Danilo compuseram o meio-campo.

Ao contrário do ocorreu nos jogos anteriores, a formação deu consistência ao time tricolor, que dominou os primeiros minutos. Com toques rápidos e tabelas, criava chances, mas o Boca Juniors ameaçava em contra-ataques, principalmente com Palacio.

Foi em lançamento longo de Souza, aos 34min, que os donos da casa abriram o placar. Júnior partiu em velocidade, saiu na cara de Bobadilla e tirou o goleiro com um toque sutil de pé esquerdo.

Depois do gol, o Boca partiu pra cima e atordoou a defesa são-paulina. Aos 36min, Rogério Ceni salvou o time do Morumbi com defesa em chute à queima-roupa de Cardozo.

Não demorou, no entanto, para que os argentinos chegassem ao empate. Aos 40min, Krupoviesa lançou da intermediária na área, Palermo cabeceou do segundo pau para o meio, e Palacio e completou, também de cabeça, no canto direito de Ceni.

Antes de terminar o primeiro tempo, Souza tentou passar por Krupoviesa e o lateral usou o braço para derrubar o são-paulino dentro da área. O árbitro mandou seguir o lance duvidoso. A primeira etapa terminou em 1 a 1, resultado que dava o título ao Boca.

No segundo tempo, o São Paulo voltou com tudo, já que precisava de pelo menos um gol para levar a partida para o pênaltis. Logo aos 4min, Thiago perdeu boa chance depois de cruzamento de Josué.

Apesar disso, o afobamento tricolor permitia que os visitantes explorassem os contragolpes com eficiência. Alex Dias entrou aos 20min e, quatro minutos depois, perdeu grande chance. O atacante recebeu de Souza pela direita, deu belo corte no zagueiro e isolou a bola de pé esquerdo.

Aos 30min, a já insatisfeita torcida tricolor levou um balde de água fria. Depois de bate-rebate na entrada da área, Palermo limpou a zaga e soltou a bomba, sem chance para Rogério Ceni.

O gol matou a equipe tricolor, já que passou a precisar de mais três gols para conquistar o título. Aos 40min, Morel Rodríguez jogou contra o próprio patrimônio e deixou o marcador empatado, mas a conquista já era do Boca Juniors.

Ficha Técnica
São Paulo 2 x 2 Boca Juniors
Equipes
Rogério Ceni
Alex Silva
Fabão
Edcarlos
(Alex Dias)
Souza
(Ilsinho)
Josué
Mineiro
Danilo
Lenílson
Júnior
Thiago

Técnico:
Muricy Ramalho

Bobadilla
Ibarra
Daniel Diaz
Morel Rodríguez
Krupoviesa
Ledesma
Gago
Cardozo
(Maidana)
Marino
(Datolo)
Palacio
(Franzoio)
Palermo

Técnico:
Alfio Basile

Gols

34min - 1° tempo
Júnior
40min - 2º tempo
Rodríguez (contra)

40min - 1° tempo
Palacio
30min - 2º tempo
Palermo
Cartões Amarelos
Thiago
Fabão
Daniel Diaz
Cardozo
Ibarra
Palermo
Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Árbitro: Oscar Ruiz (COL)
Público e renda: 19.861 pagantes e R$ 490.085,00
Redação Terra