inclusão de arquivo javascript

Esportes

 
 

Edmílson sugere "tempo" a Ronaldinho

05 de fevereiro de 2007 13h19 atualizado às 18h12

Edmílson acha que descanso pode fazer bem a Ronaldinho. Foto: Rafael Prada/Terra

Edmílson acha que descanso pode fazer bem a Ronaldinho
Foto: Rafael Prada/Terra

Cortado do amistoso contra Portugal em função de uma lesão, Ronaldinho estaria disposto a abandonar a Seleção definitivamente. Companheiro do meia no Barcelona, Edmílson sugeriu um tempo de descanso para o jogador.

Para Edmilson, meia-atacante Ronaldinho é uma jóia
Veja fotos da apresentação
Elano quer deixar Ucrânia
Robinho pode desfalcar time
Adriano promete serviço
Edmílson joga videogame
Seleção está completa
Seleção fará um treino
Dunga recebe convocados
Jornais ingleses ignoram Brasil

"Ele não é uma máquina, é humano também. Faz tempo que ele vem jogando muitos jogos seguidos. Seria importante um tempo para ele se recuperar e voltar 100%", declarou.

Edmílson acredita que a queda de rendimento de Ronaldinho possa ser explicada por problemas físicos. "Ele fez uma pré-temporada mal feita pelo Barcelona e pela Seleção", opinou.

"Faz três anos que está sem férias, e isso acaba aparecendo dentro de campo. Se não está 100%, não rende no clube nem na Seleção. O importante é estar 100%, não só fisicamente, mas também com a cabeça", acrescentou.

No entanto, o volante do Barcelona aposta na recuperação do meia no Brasil. "Como todas as pessoas, o Ronaldinho vive momentos bons e ruins. Mas tem plenas condições para jogar na Seleção. É uma jóia preciosa e precisa ser preservada", declarou.

Ronaldinho à parte, Edmílson disse que tem gostado do nível dos adversários da Seleção Brasileira. Após vitórias contra Argentina e Suíça no ano passado, o adversário desta terça é Portugal, quarto colocado na Copa do Mundo.

"Tem dado resultado. Fizemos jogos difíceis e este será um teste difícil também. É importante enfrentar grandes seleções, e não apenas jogar contra times teoricamente mais fracos, como a Arábia Saudita", comentou.

Por fim, o atleta previu um duelo interessante à beira do gramado do Emirates Stadium, em Londres. "Tem que ver quem grita mais, o Dunga ou o Felipão, porque os dois gritam para caramba."

Redação Terra