inclusão de arquivo javascript

Esportes

 
 

Doping de cavalo tira bronze olímpico da Noruega

22 de dezembro de 2008 17h02

A Noruega foi destituída nesta segunda-feira de uma de suas duas medalhas de bronze conquistadas nos Jogos Olímpicos de Pequim, em agosto. O cavalo Camiro, que formou conjunto com o ginete Tony Andre Hansen na competição de saltos por equipe foi flagrado no teste antidoping com capsaicina e o time acabou punido, com quatro meses de atraso.

Hansen/Camiro foi o melhor dos quatro conjuntos noruegueses. Sem o desempenho do cavaleiro, o país nórdico não teria chances de pódio. O atleta ainda foi punido com uma suspensão de quatro meses e meio pela Federação Internacional de Hipismo (FEI) no veredito dado nesta segunda. A parte culpada tem 30 dias para recorrer da decisão.

Composto encontrado em sementes de pimenta do tipo chili, a capsaicina tem efeito anestésico em cavalos. O brasileiro Bernardo Alves também foi desclassificado dos Jogos de Pequim após seu cavalo, Chupa Chup, testar positivo para a mesma substância.

A medalha de bronze tirada da Noruega irá agora para o peito da equipe suíça, que terminou a competição de saltos em Pequim no quarto lugar. Na prova, oes Estados Unidos ficaram com a medalha de ouro seguidos pelo Canadá, prata.

A perda da medalha também faz o país nórdico perder um lugar no quadro de medalhas da Olimpíada de 2008. A Noruega, antes religiosamente empatada com a Hungria na 21ª posição (com três ouros, cinco pratas e dois bronzes), perde agora para o país do Leste Europeu por ter um prêmio bronzeado a menos.

A Noruega, com nove medalhas no total, ficou uma colocação à frente do Brasil, 23º. A delegação verde-amarela retornou da China com três medalhas de ouro, quatro de prata e oito de bronze, totalizando 15. Já a Suíça se isolou no 34º lugar com dois prêmios dourados e cinco bronzeados, superando a Argentina (dois ouros e quatro bronzes), 35ª.

Gazeta Press