inclusão de arquivo javascript

Esportes

 
 

Lesão no joelho de Ronaldo comoveu o mundo

18 de fevereiro de 2006 10h10 atualizado às 12h23

Imagens da lesão de Ronaldo foram chocantes. Foto: Reuters

Imagens da lesão de Ronaldo foram chocantes
Foto: Reuters

As lesões nos joelhos já vitimaram muitos craques pelos gramados de todo o mundo. Alguns deles nunca mais voltaram a brilhar. Já outros continuaram trilhando uma carreira de sucesso. Porém, todos ficaram marcados. Dentre as vítimas, é impossível não lembrar do atacante Ronaldo, atualmente no Real Madrid, da Espanha.

Veja fotos de testes
Chuteiras podem facilitar lesões
Treinos preventivos são ineficazes
Ligamento cruzado anterior é vilão

O brasileiro, quando defendia a Inter de Milão, deixou fãs, torcedores e até rivais perplexos ao desmoronar no gramado do estádio Olímpico de Roma com o tendão patelar do joelho direito completamente rompido, no dia 12 de abril de 2000.

O martírio de Ronaldo com seu joelho direito começou, na verdade, em 1996. Quando jogava pelo PSV Eindhoven, da Holanda, o atacante sentiu um incomodo na região. Após ser examinado, ficou constatada a necessidade de um ato cirúrgico.

Foi feita uma raspagem para eliminar "corpos estranhos" da cartilagem que estavam se juntando ao tendão patelar.

Ronaldo voltou aos campos normalmente. Até que, em 1999, no dia 21 de novembro, na partida da Inter diante do Lecce, o brasileiro pisou em um buraco, torceu o joelho e rompeu, em cerca de 20cm, o mesmo tendão patelar de outrora.

Ronaldo voltou para a mesa de operação. O médico francês Gerard Saillant deu alguns pontos na região para unir o tendão e regenerá-lo.

Cinco meses e muitas sessões de fisioterapias depois o craque estava pronto para voltar ao futebol. Pelo menos era o que se pensava.

A Inter jogava a partida de ida da final da Copa da Itália contra a Lazio, que vencia parcialmente por 2 a 1. Ronaldo, no banco, começou o processo de aquecimento.

Ele entrou em campo aos 12min do segundo tempo, na vaga do romeno Adrian Mutu. O brasileiro mostrou vontade, sofreu uma falta do zagueiro Fernando Couto, tocou três vezes na bola, mas ainda estava tímido.

Aos 19 minutos e 20 segundos, ele recebeu a bola com espaço. No melhor estilo Ronaldo, começou a partir para cima da marcação de Couto. Ele jogou a perna direita por cima da bola e armou o drible. Só que, quando bateu o pé no chão, a perna que deveria sustentar o peso do corpo começou a dobrar.

O tendão do joelho direito havia se rompido completamente e, novamente, vencia o talento de Ronaldo. Ele caiu e, em uma cena desesperadora, levou a mão ao local da dor. Com o choro estampado no rosto, recebeu a ajuda dos companheiros e rivais.

No dia 13 de abril de 2000, Ronaldo foi operado e demorou mais de um ano para voltar oficialmente aos gramados. O regresso aconteceu no dia 18 de agosto de 2001, no jogo diante do Enymba, da Nigéria.

O atacante jogou apenas 34min, tempo suficiente para fazer um gol e dar passe para outro, do companheiro Vieri. Ele estava, enfim, recuperado.

O joelho não derrotou Ronaldo por pouco. Sorte igual, porém, não teve outros craques e ídolos do futebol.

Garrincha foi derrotado por seguidas lesões no joelho. Ele tinha artrose nos dois joelhos e as pancadas sofridas pelos adversários só agravavam mais o problema. O craque operou no dia 29 de setembro de 1964 e, quem o viu jogar afirma: nunca mais foi o mesmo.

Outro que não conseguiu levantar, sacudir a poeira e seguir encantando foi Reinaldo. Ídolo do Atlético-MG, o atacante teve que encurtar a sua carreira em virtude dos problemas constantes nos joelhos.

O problema de Reinaldo foi no menisco. A lesão aconteceu em setembro de 1973, em um jogo contra o Ceub, válido pelo Brasileiro. O artilheiro acabou vencido em uma época em que a medicina não era tão avançada.

A lista dos jogadores que já passaram pelo drama de uma lesão no joelho é bastante extensa. Raí, Luizão, Rodrigo Fabri, Pedrinho, este três vezes, Juninho Paulista, Roberto Baggio, Vampeta. Mais recentemente, Rogério Ceni, Maurinho e Cafu se tornaram vítimas.

Redação Terra