7 eventos ao vivo

Com um gol no início e outro no fim, Inter faz 2 a 0 no Santa Fe e avança

27 mai 2015
21h50
atualizado às 22h12
  • separator
  • 0
  • comentários

Foi com muito drama, mas o Internacional conseguiu a classificação para as semifinais da Copa Libertadores da América. Com um gol de Juan no começo do jogo e outro de Rafael Moura no fim, ambos surgidos após cobranças de escanteio, o Colorado derrotou o Santa Fe por 2 a 0 no Beira-Rio e garantiu sua vaga entre os quatro melhores da competição.

A partida foi extremamente emocionante. O Colorado fez 1 a 0 cedo, mas o Santa Fe controlou o restante do primeiro tempo. Na etapa final, a história foi outra: o Inter voltou pressionando e viu seu adversário perder dois jogadores expulsos. Na base da pressão, Rafael Moura, que deixou o banco para substituir Nilmar, definiu a classificação.

O Internacional agora pegará Tigres ou Cruzeiro nas semifinais - se a Raposa passar pega os gaúchos, do contrário o confronto é com os mexicanos. O Colorado volta a campo no domingo, pelo Campeonato Brasileiro. O adversário será o São Paulo, no Beira-Rio.O jogo - A escalação de Nilmar e Lisandro López era uma possibilidade de escalação para tornar o Internacional mais ofensivo, e o técnico Diego Aguirre de fato optou por ela. O jogador sacado do time é que surpreendeu: em vez de Eduardo Sasha, Valdívia é quem ficou no banco de reservas. Mas a mexida durou pouco: logo aos 14 minutos, Sasha deixou o jogo, lesionado, e o próprio Valdívia o substituiu.

E se a ordem era fazer um gol cedo, o Inter seguiu à risca: aos dois minutos, D’Alessandro bateu escanteio, Sasha desviou de cabeça e Juan completou quase sobre a risca. O Beira-Rio enlouqueceu, mas o Santa Fe não se abateu com a desvantagem. Tirando uma boa tabela de Nilmar com Lisandro López aos 10, de resto, o Inter não levou mais perigo no primeiro tempo.

Com bom toque de bola, o Santa Fe ocupou o campo colorado na maior parte do tempo. A primeira boa chegada veio aos 28, em chute de Omar Pérez de primeira que William corajosamente cortou de cabeça. Aos 34, o goleiro Alisson saiu jogando errado duas vezes. Na primeira, Roa bateu de primeira, e o arqueiro defendeu. Na segunda, Morelo acabou sendo lançado na cara do gol, mas Alisson conseguiu sair para salvar o empate.

No segundo tempo, a postura do Inter foi outra: em busca do segundo gol, a equipe sufocou o Santa Fe. Aos oito minutos, Valdívia girou em cima da marcação e bateu cruzado. Castellanos espalmou e Mosquera afastou no rebote. Aos 10, D’Alessandro levantou falta na área, o goleiro colombiano tirou, o próprio D’Ale pegou o rebote e a zaga cortou. A seguir, uma sequência de cinco escanteios a favor do Inter.

Aos 17, o técnico Diego Aguirre foi expulso ao pedir cartão vermelho para o lateral Mosquera. Quatro minutos depois, o lateral colombiano é que seria excluído do jogo, por falta em Nilmar. A equipe colombiana, porém, conseguiu controlar bem os minutos seguintes à expulsão. Só aos 32 é que o Inter foi chegar de novo, em bela tabela de D’Alessandro com Valdívia. O argentino invadiu a área e bateu para grande defesa de Castellanos. Aos 36, a situação ficou ainda mais difícil para o Santa Fe com a expulsão de Anchico: eram nove contra onze.

A pressão foi total nos minutos finais. Aos 39, Alex levantou falta e a zaga cortou com Castellanos já batido. Depois, Valdívia quase fez gol olímpico. Aos 42, em outro escanteio, D’Alessandro levantou e Rafael Moura fez, de cabeça, o gol da classificação. Aos 44, em contragolpe, Lisandro López perdeu chance incrível de marcar.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade