0

D’Alessandro reúne time em campo e pede calma após derrota

18 fev 2015
01h11
atualizado às 07h23
  • separator
  • 0
  • comentários

Assim que o árbitro colombiano Adrián Vélez apitou o fim do jogo entre The Strongest e Internacional, o capitão colorado D’Alessandro reuniu os colegas e fez uma rodinha no meio do gramado do Estádio Hernando Siles. O objetivo foi o de pedir calma aos companheiros após a má estreia da equipe na Libertadores. A derrota por 3 a 1 para os bolivianos deixa o clube colorado na lanterna do Grupo 4 ao final da primeira derrota.

"Nós não pudemos com a altitude, são dificuldades diferentes para as equipes. É muito difícil jogar aqui, mas nós fizemos um esforço. Ninguém gosta de perder, mas a Libertadores começou agora", explicou o meia, lembrando que ainda há cinco das seis rodadas da fase de grupos pela frente.

<p>Argentino fez o único gol do Inter no duelo diante do The Strongest</p>
Argentino fez o único gol do Inter no duelo diante do The Strongest
Foto: Aizar Raldes / AFP

D’Alessandro admitiu que o primeiro tempo colorado foi ruim, mas viu um grande crescimento da equipe na etapa final em La Paz: "apesar da altitude, no segundo tempo nós jogamos melhor, principalmente depois que fizemos o gol. No primeiro ficamos muito atrás, demos campo para eles jogarem tranquilos. No segundo marcamos mais em cima, jogamos bem melhor que o adversário, poderíamos ter empatado, e depois emparelhou de novo", analisou o argentino.

Agora, na quinta-feira da semana que vem, dia 26, o Inter já terá um compromisso decisivo pela frente. A partida contra a Universidad de Chile reunirá no Beira-Rio as duas equipes que começaram perdendo na primeira rodada do Grupo 4 da Libertadores. Sem Nilmar, expulso no fim do jogo em La Paz, o técnico Diego Aguirre terá oito dias para definir um substituto para comandar o ataque.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade