PUBLICIDADE
Logo do

Internacional

Favoritar Time

Milhares vão ao Beira-Rio para ver estátua de Fernandão

17 dez 2014 21h17
| atualizado em 18/12/2014 às 11h31
ver comentários
Publicidade

Em nenhum momento desta quarta-feira Porto Alegre sorriu. O tempo ficou fechado, nublado, como se estivesse por chorar em uma homenagem ao talvez maior ídolo da história do Internacional, Fernando Lúcio da Costa, capitão nas conquistas da Libertadores e do Mundial em 2006. No aniversário do título mundial do clube colorado, foi inaugurada a estátua que eterniza o gesto de Fernandão com a taça do Mundial, em frente a loja do Estádio Beira-Rio. O evento atrasou uma hora e meia por conta da ausência da viúva, Fernanda Costa, que ficou presa no trânsito.

Inter lança estátua de Fernandão e emociona viúva e torcida:

Além dela, os filhos Enzo, Eloá e Thayna, além de mais de 5 mil torcedores e convidados especiais, como o presidente da Federação Gaúcha de Futebol, Francisco Noveletto, e ex-dirigentes colorados, estiveram presentes no pátio do estádio. A estátua foi colocada alguns metros atrás do memorial espontâneo criado pela torcida após a morte de Fernandão, em junho deste ano, e na frente da loja do clube. Foi criada uma praça de convivência para os torcedores, com bancos e um jardim.

Depois de discurso do presidente Giovanni Luigi e do vice Gelson Pires, Fernanda falou. Em poucas palavras, agradeceu ao apoio dos colorados e o carinho que sempre os torcedores tiveram pelo ídolo.

"Só tenho a agradecer ao povo gaúcho. Em especial à torcida colorada, ao presidente Luigi e demais dirigentes pela homenagem de hoje. Não posso deixar de citar o Seu Pernambuco (auxiliar de vestiário do Inter há mais de 40 anos) que sempre tratou tão bem minha família. O Fernando tinha certeza que aquele grupo que foi ao Japão era especial. Ele encontrou um lar em Porto Alegre e uma família. O grito de 'Vamos, vamos, Inter' segue nas nossas gargantas coloradas", disse Fernanda.

A estátua tem tamanho real de 1,90 m, altura de Fernandão, e está colocada em um globo com 30 cm de altura e 1,30 m de diâmetro. No total, a peça em bronze tem 2,50 cm, já que o ex-jogador tem os braços levantados. O peso total é de 261 kg. Os artistas Itamor Rodrigues e Nina Eick foram responsáveis pela obra, feita em Itapuã, região metropolitana de Porto Alegre.

Na última semana, o clube também inaugurou um painel no corredor do portão 3, com a camiseta e a chuteira utilizada por Fernandão no jogo com o Barcelona, em 2006.

Foto: André Antunes / Futura Press
Foto: André Antunes / Futura Press

Amigos, familiares e torcedores fizeram homenagens a Fernandão (André Antunes/Futura Press) 

Dia de jogo

A solenidade de inauguração estava marcada para as 18h. Mas os colorados, como em um dia de jogo, se aglomerava no pátio do Estádio Beira-Rio desde bem mais cedo. Nos arredores, a sensação é que em alguns minutos o Internacional entraria em campo fardado para disputar a vaga para a Libertadores, tamanha mobilização. Para completar, logo depois das 18h, a banda da torcida Guarda Popular chegou ao local. A partir de então, a festa ficou muito parecida com a feita nas arquibancadas. Músicas puxadas pela banda, que ganhou um espaço reservado, eram ouvidas, assim como fumaça e fogos de artifício.

O acidente

Fernandão faleceu em 8 de junho, vítima de um acidente de helicóptero no interior de Goiás, na praia de Aruanã, local que Fernandão tradicionalmente passava períodos de lazer. A aeronave caiu logo após decolar na beira da praia. Foi resgatado com vida, mas não resistiu no caminho ao hospital. No mesmo dia, uma comoção tomou conta dos colorados em Porto Alegre. Um grupo grande de torcedores rumou como em romaria para o Beira-Rio. Houve cantos, fogos e também muito choro e emoção pela partida do grande ídolo do clube. 

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade