0

Prandelli esbraveja contra juiz e cita marcas em Chiellini

24 jun 2014
17h47
atualizado às 17h52
  • separator
  • 0
  • comentários

O técnico italiano Cesare Prandelli entregou o cargo e não será mais o comandante após a “azurra” ser eliminada do Mundial de 2014. O treinador, porém, lamentou a atuação do árbitro mexicano Marco Rodríguez por ter sido, em sua opinião, decisivo para a vitória uruguaia por 1 a 0, nesta terça-feira,  na Arena das Dunas, pela última rodada do Grupo D.

<p>Casare Prandelli lamenta expuls&atilde;o de Marchisio</p>
Casare Prandelli lamenta expulsão de Marchisio
Foto: Yves Herman / Reuters


Marchisio foi expulso no início do segundo tempo após uma entrada violenta no uruguaio Arevalo. O juiz decidiu dar o cartão vermelho direto, e o Uruguai passou em seguida a dominar as ações do jogo.

“Aquele cartão vermelho criou outro jogo. Digamos que após a expulsão, houve outra partida que passamos a tentar conter o Uruguai. Tínhamos mais controle de bola e o jogo estava equilibrado no 11 contra 11”, disse Prandelli.

“Futebol é maravilhoso quando dois times querem jogar e são julgados de maneira equilibrada. Uma expulsão injusta levou a desclassificação da Itália”, completou.

O técnico italiano foi questionado sobre a mordida do uruguaio Luis Suarez no zagueiro italiano Chiellini. O jogador da Juventus chegou a mostrar a camisa rasgada ao juiz.

“Só vi a marca no ombro do Chiellini. Sobre o Suárez, deixo que os outros comentem. Ninguém quase viu na hora, nem mesmo os assistentes"; completou.

Campeã em 2006, a Itália repete o fiasco do Mundial da África do Sul, em 2010, quando foi eliminada ainda na primeira fase em um grupo que contava com Paraguai, Eslováquia e Nova Zelândia.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade