4 eventos ao vivo

Prandelli faz elogios, mas Itália enfrenta problemas no Engenhão

10 jun 2013
18h47
atualizado às 18h52
  • separator
  • 0
  • comentários

Mesmo sem o presunto e o queijo parmesão apreendidos pela Anvisa na chegada ao Brasil, o técnico da Itália, Cesare Prandelli, considerou positivo o primeiro dia da delegação no Rio. "Gostei da estrutura a da empolgação do público local com a chegada da seleção italiana, os vestiários são bons, mas o gramado pode melhorar um pouco", disse.

<p>Cesare Prandelli fez elogios aos vesti&aacute;rios do Engenh&atilde;o, mas criticou o gramado</p>
Cesare Prandelli fez elogios aos vestiários do Engenhão, mas criticou o gramado
Foto: Daniel Ramalho / Terra

Embora Prandelli tenha sido político e cordial ao elogiar o primeiro dia de Brasil, ficou evidente o descontentamento dos italianos com algumas coisas no local escolhido por eles para treinar antes da estreia na Copa das Confederações, no próximo domingo, contra o México, às 16h, no Maracanã. Primeiro, o gramado do estádio anexo do Engenhão, que não está nas melhores condições. Depois, a falta de separação entre os jogadores e a imprensa, que em alguns lugares tinha acesso livre, e um funcionário da Federação Italiana teve que pedir para que os jornalistas saíssem.

Na sala de imprensa, houve atraso no início da coletiva de Prandelli porque o áudio dos microfones da mesa de entrevistas não funcionava. "Funciona? Não funciona? Funciona, não funciona", dizia Prandelli no microfone enquanto dezenas de jornalistas recolocavam os microfones na mesa.

Para finalizar, o ar condicionado da sala de coletivas não foi ligado, e com o olhar, o técnico reclamou com a assessoria de imprensa. E isso que estamos quase no inverno brasileiro, mas com temperaturas que, nesta segunda-feira, chegaram aos 28 graus.

Prandelli justificou o atraso de uma hora e meia no começo do treinamento por conta de um papo longo com os jogadores sobre o empate da última sexta-feira contra a República Checa, em Praga. E no meio dessa conversa falou-se da expulsão de Balotelli. "Um jogador tem que ter uma tolerância maior em algumas ocasiões. Se há um problema maior, tem que ser resolvido pelo grupo", afirmou.

Para enfrentar a Copa das Confederações, Prandelli trabalha com um grupo que está cansado pela temporada europeia, mas que vem ao Brasil pensando no título e em voltar em 2014. "Quem quer ser campeão do mundo tem que aproveitar todas as oportunidades para montar o melhor time possível até o próximo ano. E nosso empenho tem que ser igual", disse, comparando a importância da Copa das Confederações com a Eurocopa.

Balotelli passeia pela praia do Rio de Janeiro; assista

Prandelli fez questão de elogiar o México, seu adversário do próximo domingo na Copa das Confederações, mas ressaltou que antes o time vai enfrentar o Haiti, nesta terça-feira, em um jogo amistoso no Estádio de São Januário. "É um jogo de solidariedade e muito importante", disse.

Para esta partida, Cesare Prandelli vai com time praticamente todo reserva. "Vão jogar todos aqueles que não jogaram em Praga. Talvez eu coloque De Sciglio meio tempo, e meio tempo para Marchetti", adiantou, deixando no ar que vai ser difícil que jogadores como Balotelli, El Shaarawy ou Buffon entrem em campo diante dos haitianos.

A Itália volta a treinar no Engenhão na quarta-feira pela manhã e fica no anexo do estádio até a próxima segunda-feira. O time ainda treina no Rio depois do jogo com o México e só na terça-feira viaja para Recife, onde enfrenta o Japão no dia 19.

México

A Seleção Mexicana, adversária da Itália na estreia da Copa das Confederações No próximo domingo, 16h, no Maracanã, tem a chegada prevista ao Rio na quarta-feira Às 11h no Aeroporto Internacional do Galeão. No mesmo dia os mexicanos treinam em São Januário, no mesmo horário da partida. Prandelli evitou entrar em detalhes sobre O México, mas elogiou a equipe. “É o time campeão olímpico, com jogadores muito Talentos, um ótimo treinador e sempre uma equipe difícil” admitiu.

 

 

 

 

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade