0

"Zé do Gol" tira fotos na Fonte Nova e canta música do penta

22 jun 2013
14h34
atualizado às 14h43
  • separator
  • comentários

"Olha o Ronaldinho Gaúcho aí", grita um torcedor em frente à Arena Fonte Nova, enquanto para de caminhar para tirar uma foto com um homem de estatura baixa, vestido com peruca e roupas verdes e amarelas, com direito a um meião e a uma chuteira. O personagem é o baiano José Aurélio Silva do Couto, 49 anos, o popular "Zé do Gol", taxista e cantor nas horas vagas.

<p>Taxista "Zé do Gol" fez música em homenagem a título conquistado sob o comando de Felipão</p>
Taxista "Zé do Gol" fez música em homenagem a título conquistado sob o comando de Felipão
Foto: Henrique Moretti / Terra

José Aurélio, em cuja camiseta lia-se a inscrição "é gol de amor com Zé do Gol", procurava divulgar suas músicas na entrada da Fonte Nova. Com ingresso na mão, prometia levantar a torcida durante a partida entre Brasil e Itália, marcada para começar às 16h (de Brasília) deste sábado no estádio de Salvador, pela terceira rodada do Grupo A Copa das Confederações.

À reportagem do Terra, ele interpretou a canção que preparou após a conquista do pentacampeão mundial da Seleção, na Copa do Mundo da Coreia do Sule  do Japão, em 2002 (leia a letra mais abaixo).

Enquanto interpretava, fazia uma coreografia própria, imitando os chutes dos jogadores a cada gol marcado na campanha daquela equipe dirigida por Luiz Felipe Scolari. O refrão da música, pegajoso, é: "é gol, é gol, o Brasil marcou/ é gol, é gol, e a galera gritou/ é gol, é gol, o Brasil marcou/ é gol, é gol, e a galera delirou". 

"Zé do Gol" conta que desde crianca se interessa por música. "Eu pegava as panelas de minha mãe. A vassoura era a guitarra e as panelas, a bateria. Ela gritava: 'não menino, você vai furar minhas panelas'". 

No futebol, tudo começou com uma música para o ex-atacante baiano Oséas, que durante a campanha do título do Palmeiras na Copa Libertadores da América de 1999 comemorou um gol exibindo uma camisa que homenageava Salvador pelos 450 anos de fundação. 

"Zé do Gol" homenageou Oséas e aproveitou o ritmo da mesma música para fazer a letra em referência ao pentacampeonato. Após um período de depressão com a morte da mulher, o taxista se casou de novo e voltou aos estádios. Ele já fez uma música para a Copa das Confederações de 2013 e promete outra para o Mundial de 2014. 

Lamentando a falta de patrocínio para divulgar seu trabalho, José Aurélio trabalha como taxista para comprar o "leitinho das crianças" - tem quatro filhos. A vida não é fácil, ele conta, e neste sábado lembra que estacionou o táxi perto da Arena Fonte Nova e, em vez de trabalhar, resolveu ir à Fonte Nova. Esperando "um gol de amor" da Seleção Brasileira contra a Itália.

Veja a letra da música de "Zé do Gol" em homenagem ao pentacampeonato mundial:

"O Brasil é o terror de todos os goleiros

Tem artilheiros, tem artilheiros

Quando chega na área, pode crer que vai ser gol

É gol, é gol, o Brasil marcou

É gol, é gol e a galera gritou

É gol, é gol, o Brasil marcou

É gol, é gol, e a galera delirou

Ronaldinho Fenômeno levou e chutou

Deu de bico, e a bola entrou

REFRÃO

Roberto Carlos, o canhão da Seleção

Quando soltou a bomba, estremeceu o Japão

REFRÃO

Ronaldinho Gaúcho levou e cruzou

Rivaldo, no peito, matou e chutou

REFRÃO

Ronaldinho Gaúcho colocou

Por cima da barreira e a bola entrou

Zé do gooooooool!"

Fonte: Terra
  • separator
  • comentários
publicidade