PUBLICIDADE

Aliviada com ouro, alemã admite que "quase destruiu tudo"

28 fev 2010 12h16
| atualizado às 12h21
Publicidade

Anna Friesinger-Postma nem participou da final contra o Japão, mas era uma das mais eufóricas após o ouro da Alemanha na prova de perseguição por equipes da patinação de velocidade da Olimpíada de Vancouver. Na semi, contra os Estados Unidos, ela sofreu um tombo que poderia ter causado a eliminação do país.

"Pensei que tivesse destruído tudo. Chutei minha própria perna porque sabia que o marcador de tempo estava lá", afirmou a experiente atleta, 33 anos, que acabou substituída por Katrin Mattscherodt na decisão.

"Na penúltima curva, perdi aderência, tive que me reequilibrar, mas depois, nos últimos metros, escorreguei novamente", disse ela, que terminou o percurso "de peixinho". "Achei que tudo tivesse acabado, mas coisas impossíveis acontecem".

Após a classificação dramática, Anna Friesinger-Postma conquistou sua quinta medalha olímpica e o bicampeonato na perseguição por equipes ao ver as companheiras superarem as japonesas por dois centésimos.

"Estou muito feliz depois de tudo isso. Este ouro é muito especial para mim", afirmou Friesinger-Postma, que fez em Vancouver a sua quarta e última participação em Olimpíada. "Tenho problemas no meu joelho, por isso, não, não e não", disse, quando perguntada se iria atuar em Sochi 2014.

Entenda as provas de patinação de velocidade

A patinação de velocidade é disputada em um circuito oval em provas de feminino e masculino e seis distâncias (500 m, 1.000 m, 1.500 m, 3.000 m, 5.000 m e 10.000 m). As velocidades chegam até a 70 km/h.

Dois atletas participam de cada corrida, mas não competem um contra o outro. O adversário em comum é o relógio. Ambos têm sua própria pista e têm que variar movimentos para que todos façam a mesma distância. Ganha quem fizer o menor tempo.

Jogos Olímpicos de Inverno no Terra

O Terra transmite ao vivo a competição em 15 canais simultâneos de vídeo. Além disso, os usuários têm a possibilidade de assistir novamente a todo o conteúdo a qualquer momento. Todo o acesso é gratuito.

Uma equipe de 60 profissionais está encarregada de fazer a cobertura direto de Vancouver e dos estúdios do Terra, em São Paulo, no Brasil, com as últimas notícias, fotos, curiosidades, resultados e bastidores da competição.

A equipe conta com a participação do repórter especialista em esportes radicais Formiga - com 20 anos de experiência em modalidades de neve -, e o pentacampeão mundial de skate Sandro Dias, que comenta a competição em seu blog no Terra.

No celular
wap: wap.terra.com.br
Iphone e smartphones: m.terra.com.br/vancouver

Patinação de Velocidade por Equipes (F) - Final:
Fonte: Terra
Publicidade