0

Após morte da mãe, patinadora vai às lágrimas durante apresentação

24 fev 2010
02h08
atualizado às 04h52

Allen Chahad
Direto de Vancouver

Apenas dois dias depois da morte da sua mãe, em consequência de problemas cardíacos, a canadense Joannie Rochette participou nesta terça-feira (23) do programa curto da patinação artística da Olimpíada de Inverno de Vancouver.

Primeira a se apresentar no sexto e último grupo da noite, Joannie foi às lagrimas assim que encerrou seus movimentos na pista de gelo do Pacific Coliseum.

Aplaudida de pé por todo o ginásio, a patinadora se mostrou muito emocionada. Apesar da tragédia familiar, ela conseguiu se manter competitiva e terminou a etapa preliminar com a terceira melhor nota, 71.36 pontos.

Ja durante o aquecimento, Joannie se mostrou abalada. O público do Pacific Coliseum gritava o nome da atleta em gesto de apoio. Mesmo diante de tanta pressão, a patinadora cumpriu seu papel e segue no páreo da disputa da medalha, que será decidida nesta quarta-feira.

Depois das lágrimas, Joannie se recompôs antes de sentar na posição de espera pela nota. Após o anúncio, ganhou um abraço dos treinadores e agradeceu o público.

A mãe da atleta, Thetese Rochette, chegou de Montreal com o marido em Vancouver no sábado. No dia seguinte foi levada ao hospital e não resistiu. Joannie recebeu a notícia do pai, dentro da Vila Olímpica. Foi criado em clima de comoção em torno da patinadora, estrela do país-sede dos Jogos de Inverno.

A pontuação mais alta desta etapa ficou com a coreana Yu-Na Kim, com 78.50 pontos. A apresentação da atleta da Ásia foi muito técnica cumprindo todos os elementos obrigatórios e com um programa bem limpo. Na segunda colocação, a japonesa Mao Asada cravou 73.78 pontos. A patinadora optou por elementos ousados em sua apresentação com saltos triplos e um footwork exemplar.

Entenda a prova individual de patinação artística

No evento individual, os patinadores têm que cumprir um curto programa de no máximo 2min50 de passos, saltos, giros e combinações e outro mais longo e livre (de 4min no feminino e 4min30 no masculino).

O vencedor é eleito por juízes baseando-se em um painel técnico, que demonstra o nível de dificuldade dos movimentos e sua sintonia com a música.

Jogos Olímpicos de Inverno no Terra

O Terra transmite ao vivo a competição em 15 canais simultâneos de vídeo. Além disso, os usuários têm a possibilidade de assistir novamente a todo o conteúdo a qualquer momento. Todo o acesso é gratuito.

Uma equipe de 60 profissionais está encarregada de fazer a cobertura direto de Vancouver e dos estúdios do Terra, em São Paulo, no Brasil, com as últimas notícias, fotos, curiosidades, resultados e bastidores da competição.

A equipe conta com a participação do repórter especialista em esportes radicais Formiga - com 20 anos de experiência em modalidades de neve -, e o pentacampeão mundial de skate Sandro Dias, que comenta a competição em seu blog no Terra.

No celular
wap: wap.terra.com.br
Iphone e smartphones: m.terra.com.br/vancouver

Patinação Artística (F) - Livre - Classificatórias
Fonte: Terra

compartilhe

publicidade
publicidade