0

Conheça pessoas "contaminadas pela febre de Vancouver"

2 mar 2010
12h27
Dassler Marques

A descoberta de um novo universo: assim pode ser resumida para os brasileiros a cobertura dos Jogos Olímpicos de Inverno em Vancouver. Com uma dimensão jamais dedicada pela imprensa do País, a competição apresentou esportes pouco abordados, como o curling, e teve uma resposta bastante positiva no que diz respeito à audiência.

Abaixo, o Terra traz a palavra de pessoas que, mesmo não sendo habituais fãs dos esportes de inverno, se envolveram com as transmissões e descobriram o entretenimento na neve de Vancouver.

Diego Filipe dos Santos - músico

"Foi um espetáculo. Todos ficaram deslumbrados com a elegância dos atletas e o que realmente me agradou foi a patinação no gelo, exige muito entrosamento com a parceira. Acho importante dar incentivo a todos os esportes, inclusive nos de inverno.Pelo fato de o Brasil não ser um país de inverno, acho que realmente a importância maior deve ser dada aos esportes dos Jogos de Verão e a outros elementos como saúde e educação"

Elaine Paiva - rede hoteleira

"Achei a competição interessante e de uma beleza plástica muito grande, apesar dos esportes não serem muito conhecidos de nós brasileiros. As provas eram sempre emocionantes pela competitividade e nunca tinha reparado antes numa competição dessas. Gostei muito de patinação artística e achei o "speed skating" muito perigoso. Achei emocionante a primeira apresentação de Joannie Rochette na patinação artística após morte da mãe. Eu mesma sonhei em aprender a patinar..."

Gustavo Hofman - jornalista

"Acompanhei um pouco de todas as modalidades. Sempre que estava passando na TV, eu dedicava alguns minutos, até mesmo para compreender alguns esportes. No geral, o Canadá, diante de sua torcida, foi a grande sensação, a Alemanha, mais uma vez, também teve uma participação muito boa. E Vale destacar, também, a ascensão da China. Por outro lado, a Rússia foi a maior decepção, terminando apenas em 11"

"Sem dúvida alguma, o hóquei masculino é o esporte que chama mais a atenção pelo altíssimo nível. É quando os principais atletas da NHL se encontram para defender seus países. Como curiosidade, o curling também merece destaque - se bem que, para quem acompanha os esportes em geral, ele não é mais curioso. O gol do Crosby, na prorrogação, que deu o ouro no hóquei masculino para o Canadá, foi o grande momento"

Thaisy Esteves - bióloga

"Assisti aos jogos de hóquei masculino, algumas disputas na patinação de velocidade (masculino e feminino), patinação artistica, biathlon, skeleton masculino e feminino, esqui alpino e um pouco de curling. Gostei da competição, achei também que ela foi mais equilibrada do que os Jogos de Verão. O melhor momento foi, para mim, o jogo de hóquei do Canadá contra os Estados Unidos"

Letícia Capuruço (mora em Vancouver) - psicóloga

"O que mais me chamou a atençao durante as Olimpiadas foi o envolvivento dos canadenses e o amor à patria. Ao caminhar pelas ruas, só enxergávamos camisas do Canadá, ou com a palavra "believe", nome da música tema. Por outro lado, tivemos dias de caos,com metrôs e ônibus lotados, fila em todos os pubs de downtown (centro da cidade), mas tudo com muita organização"

"Adorei a competição! Virei fã de hóquei! É incrível a paixao dos canadenses por este esporte, e eles te envolvem na adrenalina do jogo. O jogo não para um minuto, é extremamente dinamico e divertido. Ontem, ao vencer a final, foi como se a Brasil tivesse vencido a Argentina no fim de Copa do Mundo no Rio de Janeiro...sensacional!"

Izabela Freitas - jornalista

"Assisti a um pouco da patinação no gelo, estava super bonito e é genial ver a leveza e dedicação dos patinadores. Sempre me chama atenção a dança no gelo. Acho bonito ver que as pessoas se dedicam tanto e na hora qualquer erro pode ser determinante"

Crosby foi o herói canadense no hóquei
Crosby foi o herói canadense no hóquei
Foto: AP
Fonte: Terra
publicidade