7 eventos ao vivo

Contraprova confirma polonesa como 1º doping de Vancouver

17 mar 2010
14h47
atualizado às 14h48

A Olimpíada de Vancouver teve nesta quarta-feira seu primeiro caso de doping confirmado. Quase três semanas após o encerramento dos Jogos de Inverno no Canadá, a polonesa Kornelia Marek, do esqui cross country, viu a contraprova de seu exame atestar a presença de um hormônio proibido pela Agência Mundial Antidoping (Wada).

Marek, 24 anos, havia testado positivo para o EPO (eritropoietina) há uma semana. A atleta, que negou ter feito uso do composto, requisitou a contraprova com a mesma amostra de urina; o resultado do segundo exame, porém, ratificou o doping - até agora, o único da Olimpíada.

O exame que confirmou a presença do EPO foi realizado após a prova do revezamento 4x5 km, na qual Marek terminou na sexta colocação. Além disso, a polonesa foi a 11ª nos 30 km e a nona no sprint por equipes.

Confirmado o doping, Marek corre o risco de ver todos os seus resultados obtidos em Vancouver serem anulados pelo COI. Além disso, a entidade pode vetar a participação da esquiadora polonesa nos Jogos de Sochi, em 2014.

Kornelia Marek (à esquerda) testou positivo para EPO
Kornelia Marek (à esquerda) testou positivo para EPO
Foto: Getty Images
Fonte: Terra

compartilhe

publicidade
publicidade