0

Coreia do Sul brilha no short track, mas tem que tolerar "inimigo"

1 mar 2010
01h48
atualizado às 06h28

Entre os homens, Coreia do Sul e Canadá dominaram. No feminino, a China foi soberana. Esse pode ser um breve resumo da patinação de velocidade em pista curta (short track) nos Jogos de Inverno de Vancouver. Contudo, o destaque da modalidade na Olimpíada foi a rivalidade entre os sul-coreanos e o americano Apolo Anton Ohno.

Inimigo número um da Coreia do Sul no esporte - em virtude de um episódio ocorrido na Olimpíada de Salt Lake City, em 2002, quando alegou ter sido bloqueado por Kim Dong-sung e herdou a medalha de ouro depois da punição dada ao sul-coreano -, Apolo Ohno não conquistou nenhum ouro em Vancouver, mas, com a prata e os dois bronzes angariados em terras canadenses, ele tornou-se o americano com maior número de medalhas em Jogos de Inverno: oito (dois ouros, duas pratas e quatro bronzes).

O grande nome da modalidade entre os homens em Vancouver foi Jung-Su Lee. Porém, sempre tendo que suportar a presença de Ohno ao seu lado. O sul-coreano venceu os 1.000 m, seguido pelo compatriota Ho-Suk Lee. A festa oriental só não foi maior porque Apolo Ohno estava no pódio, com sua medalha de bronze.

Mas a raiva dos sul-coreanos por Ohno aumentou mesmo nos 1.500 m masculino. Apesar da nova vitória de Jung-Su Lee, a Coreia do Sul perdeu a chance de ter um pódio completamente dominado pelo país em virtude de um incidente bizarro. Lee Ho-Suk e Si-Bak Sung, respectivamente segundo e terceiro colocados, bateram um no outro. Para o azar da Coreia do Sul, Ohno vinha logo atrás e faturou a prata, seguido pelo também americano J.R. Celski.

"Ohno não merecia estar no mesmo pódio que eu", disse Jung-Su Lee à agência de notícias Yonhap . "Eu estava tão enfurecido que foi difícil me segurar durante a cerimônia de vitória", afirmou o sul-coreano.

Para completar, na final dos 500 m Ohno causou a queda do canadense Francois-Louis Tremblay, que por sua vez derrubou o sul-coreano Si-Bak Sung.

Ohno acabou desclassificado e Si-Bak Sung perdeu o ouro para o canadense Charles Hamelin. Os donos da casa ainda conquistaram a primeira colocação nos 5.000 m por equipe.

Ódio sul-coreano também no feminino

Não foi apenas entre os homens que a Coreia do Sul revoltou-se. No feminino, na prova do revezamento nos 3.000 m, um episódio muito parecido com o de Ohno em Salt Lake City ocorreu com as sul-coreanas.

A equipe da Coreia do Sul venceu a prova com direito a novo recorde olímpico. Contudo, os juízes alegaram que uma das atletas sul-coreanas teve um choque irregular contra uma das competidoras chinesas.

A decisão dos juízes, como há oito anos, revoltou os sul-coreanos, que ficaram inconformados ao verem mais uma medalha certa escapar. As chinesas, de tanta alegria, acabaram se machucando na comemoração. Ao pular o alambrado, Meng Wang acertou seus patins no rosto de Hui Zhang, que sofreu um leve corte no rosto. Porém, fez um curativo e subiu no pódio.

Além de herdar a medalha de ouro no revezamento dos 3.000 m, a China dominou o short track. Presente na equipe campeã, Meng Wang conquistou o bicampeonato nos 500 m e faturou outro ouro nos 1.000m.

Yang Zhou, por sua vez, saiu vitoriosa nos 1.500m e, além da medalha de ouro, ganhou 1 milhão de yuanes (aproximadamente R$ 250 mil) de sua cidade, Changchun, como prêmio pelo feito.

Confira os medalhistas da patinação short track

Revezamento 3000m - feminino

China - ouro
Canadá - prata
Estados Unidos - bronze

Revezamento 3000m - masculino

Canadá - ouro
Coreia do Sul - prata
Estados Unidos - bronze

Revezamento 1000m feminino

Meng Wang - China - ouro
Katherine Reutter - Estados Unidos - prata
Seung-Hi Park - Coreia do Sul - bronze

Revezamento 1000m masculino

Jung-Su Lee - Coreia do Sul - ouro
Ho-Suk Lee - Coreia do Sul - prata
Apolo Anton Ohno - Estados Unidos - bronze

Revezamento 1500m feminino

Yang Zhou - China - ouro
Eun-Byul Lee - Coreia do Sul - prata
Seung-Hi Park - Coreia do Sul - bronze

Revezamento 1500m masculino

Charles Hamelin - Canadá - ouro
Nicola Rodigari - Itália - prata
Pieter Gysel - Bélgica - bronze

Revezamento 500m masculino

Charles Hamelin - Canadá - ouro
Si-Bak Sung - Coreia do Sul - prata
Francois-Louis Tremblay - Canadá - bronze

Revezamento 500m feminino

Meng Wang - China - ouro
Marianne St-Gelais - Canadá - prata
Arianna Fontana - Itália - bronze

Estrela da patinação "trapaceia" na final dos 500m
Terra

compartilhe

publicidade
publicidade