0

Do inferno ao céu, Canadá quebra jejum com esqui estilo livre

1 mar 2010
01h53
atualizado às 06h28

Quando a Olimpíada de Vancouver começou, a maior pergunta realizada pelos fãs canadenses era a seguinte: quem conseguiria quebrar o incômodo jejum de um país que jamais havia ganhado uma medalha de ouro olímpica dentro de casa, após os Jogos de Verão em Montreal 1976 e de Inverno em Calgary 1998. A resposta foi surpreendente e veio logo no terceiro dia de disputas, em 14 de fevereiro: Alex Bilodeau.

Apenas o oitavo colocado da prova de moguls do esqui estilo livre em Turim 2006, Bilodeau elevou muito o nível de seu desempenho para sagrar-se campeão com 26.75 pontos. Polêmico, o julgamento dos árbitros foi contestado pelo favorito ao bicampeonato, o australiano Dale Begg-Smith, dono da na segunda colocação (26.58). Com 26.08 pontos, o americano Byron Wilson ficou em terceiro.

O feito do jovem, 22 anos, foi tão espetacular que ele acabou rebatizado na imprensa canadense de "Alexandre, o Grande", em referência ao seu primeiro nome. Com a grande apresentação, o atleta ainda conseguiu diminuir a aflição da torcida, que havia lidado com uma grande decepção no dia 13.

Na versão feminina da mesma prova, Jennifer Heil era a atual vencedora da Olimpíada, porém não conseguiu defender o título. Na ocasião, o tabu dos ouros canadense foi mantido pela americana Hannah Kearney, que marcou 26.63 pontos, contra 25.69 da atleta local. O bronze, com 25.43, foi para outra representante dos Estados Unidos, Shannon Bahrke.

A linha tênue entre o céu e o inferno para o Canadá foi mantida também em outra disputa do estilo livre, o esqui cross, porém com papeis trocados para homens e mulheres. Em 21 de fevereiro, o local Christopher Del Bosco era candidato à medalha na categoria, porém errou e viu o suíço Michael Schmid ratificar o status de campeão mundial, imediatamente à frente do austríaco Andreas Matt e do norueguês Audun Groenvold.

A reação dos mandantes veio na prova feminina, na qual Ashleigh McIvor confirmou as expectativas dos fãs e dominou as ações rumo à medalha de ouro, deixando a prata para a norueguesa Hedda Berntsen e o bronze para a francesa Marion Josserand.

A vitória teve um gosto ainda mais especial para a atleta, que competia verdadeiramente em casa, já que passou sua infância em Whistler. Emocionada, lembrou os tempos de faculdade, quando suas redações costumavam defender a inclusão do esqui cross no calendário olímpico - a categoria fez sua estreia nos Jogos justamente em Vancouver.

A última categoria do estilo livre a ser realizada no Canadá foi o esqui aéreo. Nela, mais história foi escrita especialmente na prova masculina, em que Alexei Grishin conquistou a primeira medalha de ouro olímpica da história da Bielo-Rússia.

Mais curioso é o fato de que o atleta não representava as principais esperanças do país no evento - quem as carregava era Anton Kushnir, que sofreu um acidente e nem avançou à final. Completaram o pódio o americano Jeret Peterson, que com uma prata conquistou sua primeira medalha em três Olimpíadas, e o chinês Liu Zhongqing.

No feminino, a dramática disputa coroou a australiana Lydia Lassila. A atleta impediu uma festa que poderia ser totalmente chinesa em Vancouver: Nina Li e Xinxin Guo ocuparam respectivamente as segunda e terceira posições, sendo que Mengtao Xu ainda perdeu a chance de subir ao pódio quando cometeu erro no último salto da competição.

Confira os medalhistas do esqui estilo livre

Aerials

Feminino

Lydia Lassila - Austrália - ouro
Nina Li - China - prata
Xinxin Guo - China- bronze

b>Aerials

Esqui - Estilo Livre (F) - Moguls - Final

Masculino

Warren Shouldice - Canadá - ouro
Dmitri Dashinski - Bielorússia - prata
Jeret Peterson - Estados Unidos - bronze

Esqui cross

Feminino

Ashleigh Mcivor - Canadá - ouro
Hedda Berntsen - Noruega - prata
Marion Josserand - França - bronze

Esqui cross

Masculino

Michael Schmid - Suíça - ouro
Andreas Matt - Áustria - prata
Audun Groenvold - Noruega - bronze

Moguls

Feminino

Hannah Kearney- Estados Unidos - ouro
Jennifer Heil - Canadá - prata
Shannon Bahrke - Estados Unidos - bronze

Moguls

Masculino

Alexandre Bilodeau - Canadá - ouro
Dale Begg-Smith - Austrália - prata
Bryon Wilson - Estados Unidos - bronze

Terra

compartilhe

publicidade
publicidade