0

Eslovaco é advertido por consumo de substância proibida

28 fev 2010
17h47
atualizado às 18h20

O Comitê Olímpico Internacional (COI) apenas advertiu Lubomir Visnovsky, jogador eslovaco de hóquei no gelo, por testar positivo para o consumo de uma substância proibida nos Jogos de Inverno de Vancouver.

Crianças "roubam a cena" em patinação de gala

O doping saiu de uma amostra de urina coletada no último dia 24, depois de uma partida da fase classificatória. O exame apontou a presença de pseudoefedrina em concentração superior ao limite permitido de 150 microgramas por mililitro. A substância estava em um remédio para combater um resfriado.

Dois dias depois, o atleta foi convidado a apresentar uma segunda e uma terceira amostra de urina para contraprova, e ambas deram negativo.

Visnovsky informou ao COI sobre o consumo do remédio para combater um resfriado e disse que não tinha a intenção de melhorar seu rendimento no esporte.

A comissão disciplinar do comitê olímpico concluiu por unanimidade que o esportista tinha cometido uma violação da norma antidoping, mas alegou saber da presença da substância no medicamento.

A concentração da pseudoefedrina nas amostras posteriores era de aproximadamente 3,0 microgramas e de 0,5 microgramas por mililitro, respectivamente, que estavam muito abaixo do limite de 150.

Além disso, o COI explica que o jogador cooperou o tempo todo e que esta é sua primeira violação durante uma longa carreira, que inclui quatro Mundiais e dois Jogos Olímpicos.

Este é o segundo caso de doping dos Jogos. No outro, antes do início da competição, a também jogadora de hóquei russa Svetlana Terenteva acabou advertida.

EFE   
publicidade